Vila Real

Homem dá 5 mil euros a quem descobrir quem matou a cadela da filha autista

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

No final de julho, a cadela pastora alemã Blondie, que estava na família há três anos, morreu por envenenamento. A indignação de André é ainda maior porque este animal tinha uma função especial. “Era a companhia da minha filha, que fez há dias seis anos, e que tem 85% de incapacidade devido ao autismo”, avança o Jornal de Notícias declarações do pai desesperado e revoltado.

“A Blondie era fundamental para o desenvolvimento da minha filha. Quando a menina estava com a cadela sentia-se tranquila, brincava, era a companhia dela. A cadela não a largava o dia todo”, recorda André Gomes da Costa.

André fez queixa na GNR de Vila Real, no SEPNA, no Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, na Junta de Freguesia e na Câmara Municipal e agora é o Ministério Público quem investiga o caso, avança a mesma fonte.

Entretanto, a família já adquiriu uma outra pastora alemã para a menina mas “não é a mesma coisa. Ainda está a aprender e não tem para já o mesmo efeito na minha filha que a Blondie tinha”, concluiu o pai desolado, que promete dar 5 mil euros a quem tiver provas de quem matou a cadela.

Comentários

topo