Braga

‘Index’ é a nova bienal de Arte e Tecnologia em Braga de 12 a 22 de Maio de 2022

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Explorar práticas artísticas e pensamento crítico nos quais a tecnologia assume um papel central é aquilo a que se propõe a 1.ª edição da bienal INDEX.

Depois da edição zero que durante cinco dias, em 2019, reuniu artistas e pensadores de diferentes geografias e territórios artísticos cujo encontro se dá no âmbito da tecnologia, em 2022, o INDEX formaliza-se sob o tema “Superfície”. De 12 a 22 de Maio de 2022, em vários espaços da cidade de Braga e também em formato online, será apresentado um abrangente programa com exposições, performances, conferências e workshops.

Com direcção artística de Luís Fernandes (programador, músico e artista sonoro) coadjuvado na programação por Liliana Coutinho (curadora e programadora) e Mariana Pestana (arquiteta e curadora), o INDEX procura apresentar uma perspectiva particular sobre Arte e Tecnologia na contemporaneidade, explorando o conceito de Superfície e colocando-o num patamar central. De elementos visuais a hápticos, limites ou interfaces, zonas de emergência ou extração, as Superfícies representam elementos fundamentais dos ecossistemas humanos e naturais, assim como constituem metáforas poderosas para as práticas artísticas relacionadas com a tecnologia, levantando questões que precisam de ser abordadas com urgência.

É no contexto deste questionamento premente que a programação se começa a desenvolver hoje a partir da abertura de uma Open Call para trabalhos online que tem como objetivo selecionar, apoiar e divulgar propostas artísticas que se apresentem na interseção entre as duas áreas da bienal e em estreita ligação com o tema.

Mais do que uma transposição de obras e formatos de apresentação convencionais para o domínio virtual, desafia-se a submissão de propostas que explorem as possibilidades e especificidades do ecossistema online como plataforma de exposição e criação de obras de arte.

A chamada tem como júri os responsáveis de programação e Philipp Ziegler, o atual diretor do Departamento de Curadoria ZKM | Center for Art and Media Karlsruhe.

Os quatro projetos selecionados são convidados a integrar a programação e recebem o valor de 2500,00€.

O regulamento pode ser consultado e as candidaturas podem ser apresentadas até dia 3 de dezembro de 2021 aqui.

Nas palavras do diretor artístico, “enquanto Bienal de Arte e Tecnologia, o Index não pretende ser apenas uma celebração da feliz convivência destes dois domínios. Representa também uma oportunidade para, a partir de práticas artísticas nas quais a tecnologia assume um papel estruturante, refletir sobre o mundo em que vivemos e sobre os danos que lhe temos infligido enquanto sociedade. A Open Call que agora lançamos visa apoiar trabalhos que se relacionem com a ideia de Superfície, tema da próxima edição, que sejam pensados de raiz para o domínio online.”

O Index concretiza-se a partir do compromisso assumido pela cidade de Braga enquanto Cidade Criativa da UNESCO para as Media Arts. Esta é uma rede mundial de cidades que promove a inovação e a criatividade como fatores-chave de um desenvolvimento urbano mais sustentável e inclusivo, colocando-as ainda no centro do seu desenvolvimento social, cultural e económico. A criação de equipamentos dedicados, serviço educativo, programação regular e exclusivamente pensada no âmbito destes domínios são parte integrante do plano de ação do qual o Index é uma das suas formas visíveis.

De 12 a 22 de Maio de 2022, em Braga e online, 1.ª bienal INDEX. Uma iniciativa da Braga Media Arts que conta com o apoio do Município de Braga, Theatro Circo e gnration.

Comentários

topo