Curiosidades

Empresas de limpeza de mato pagam 1000 euros mas não arranjam mão-de-obra

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A falta de mão de obra no setor florestal é cada vez mais evidente e está a deixar as empresas sem alternativas, a não ser recorrer à contratação de trabalhadores estrangeiros, avança o Jornal de Notícias (JN). Os empresários garantem que os salários mensais para limpeza de terrenos e florestas ascendem aos mil euros, mas a sazonalidade e a dureza das tarefas afastam potenciais candidatos, mesmo entre quem está desempregado.

“Para o trabalho mais mecanizado não há tanta dificuldade em encontrar prestadores de serviços, porque é um trabalho menos duro. O problema são os trabalhos manuais na floresta, extremamente pesados. Já nem é uma questão de dinheiro, há mesmo dificuldade em recrutar pessoas”, diz um empresário do setor em declarações ao JN.

Comentários

topo