Braga

Jardim do Carandá em Braga ‘ao abandono’ revolta bracarenses

(c) Redes sociais
Partilhe esta notícia!

Um cidadão veio a público expressar a sua indignação em relação ao mercado do Carandá em Braga. “Não é meu intuito criticar ninguém, mas chamar a atenção de quem pode e deve resolver os problemas. O Mercado do Carandá é uma obra do emblemático Souto de Moura. Sendo obra emblemática, deveria ser cuidada com os cuidados que merece. A verdade é que não. Há por ali muito desleixo, muita sujidade, muito abandono à malta do costume. Vigilância zero, limpeza menos zero. Entristece. O Mercado do Carandá é um lugar de passagem, com portões e umas escadas íngremes e escorregadias. Muita gente se dirige por ali ao Centro de Saúde. Se os portões estão fechados, utentes do Centro com dificuldades motoras não conseguirão subir aquelas escadas. Alguém já pensou neste “pormaior”? O jardim do Carandá (eufemismo para pocilga) é a retrete de todos os animais da zona. Crianças a brincar naqueles “jardins”? Nem pensar! Alguém fiscaliza a coisa e impõe as coimas que deve impor? De que adianta termos grandes e elogiados monumentos se são pérolas dadas literalmente a porcos? Quem conseguirá transformar o Mercado do Carandá no lugar aprazível e funcional que deverá forçosamente ser?”, escreve o cidadão.

As palavras do cidadão estão a ser ‘aplaudidas’ por muitos bracarenses que têm a mesma opinião em relação a um espaço que consideram estar ao abandono.

Comentários

topo