Região

Comboio Histórico do Douro com 7.800 turistas em 2021

(c) LUSA
Partilhe esta notícia!

Cerca de 7.800 passageiros viajaram no Comboio Histórico do Douro na campanha de 2021, que terminou no sábado e contou com 32 viagens, anunciou esta terça-feira a CP – Comboios de Portugal.

Fotos: Semanário V

A CP adiantou, em comunicado, que, devido “à atratividade” do produto turístico da Linha Ferroviária do Douro, vai continuar a sua aposta no Comboio Histórico, estando já, em preparação, a campanha de 2022.

Entre 5 de junho e 30 de outubro deste ano foram realizadas 32 viagens aos sábados e domingos entre as estações do Peso da Régua e do Tua, onde viajaram mais de 7800 passageiros, a que a que correspondeu uma taxa média de ocupação de 96%.

De acordo com a empresa, do universo dos clientes que realizou o passeio, 90% foram turistas nacionais, pertencentes a todas as faixas etárias.

Apesar do início da campanha ter decorrido sob certas restrições, impostas pela pandemia de covid-19, a CP salientou que a “procura atingiu níveis superiores aos registados em anos anteriores”.

Segundo a empresa, em 2018 e 2019 viajaram no Comboio Histórico do Douro 6.190 e 5.420 clientes, respetivamente. Em 2020, devido à pandemia de covid-19, o programa sofreu condicionamentos.

O programa do comboio histórico na Linha Ferroviária do Douro arrancou no final da década de 90.

A composição inclui cinco carruagens de madeira, datadas do início do século XX e a locomotiva a vapor, percorrendo o percurso habitual pelo Património Mundial da Humanidade, entre o Peso da Régua (distrito de Vila Real) e o Tua (distrito de Bragança), com paragem na vila do Pinhão.

Antes da partida do comboio, na estação, houve uma receção aos clientes, com danças e cantares regionais, distribuição de águas, vinho de Porto e rebuçados da Régua.

Entre as principais propostas de melhoria que resultaram da consulta realizada pela CP aos clientes do Comboio Histórico do Douro encontram-se a inclusão da inversão da locomotiva no serviço e a realização de uma visita ao Centro Interpretativo do Vale do Tua.

A empresa referiu que vai antecipar, a partir de novembro, a venda de ‘vouchers’ para a campanha do próximo ano.

Comentários

topo