Braga

Braga com candidatura aprovada ao fundo European City Facility

Partilhe esta notícia!

Braga é uma das Cidades portuguesas com candidatura aprovada pela segunda convocatória ao fundo europeu European City Facility (EUCF). A iniciativa contou com a inscrição de mais de 200 municípios e autoridades locais de toda a Europa, incluindo 24 portuguesas, tendo sido apenas oito as candidaturas nacionais aprovadas. No total foram aprovadas 69 candidaturas a nível europeu.

A candidatura do Município de Braga consiste num estudo técnico, e solução tecnológica inovadora, para avaliação do potencial fotovoltaico do edificado no Concelho, de forma a avaliar os locais de maior produção energética resultante da instalação de painéis fotovoltaicos. Para além disto, é também objetivo avaliar o potencial da instalação de painéis fotovoltaicos com “bio-roofs” ou telhados verdes. Esta solução, adaptável a vários tipos de telhados, para além de melhorar a estética do edificado, permite uma maior eficiência dos painéis fotovoltaicos, através do efeito de arrefecimento dos equipamentos, pela vegetação, nos meses de maior calor.

O EUCF consiste no financiamento de 60 mil euros para cada município vencedor

O EUCF consiste no financiamento de 60 mil euros para cada município vencedor, para o apoio no desenvolvimento de atividades, como estudos de viabilidade técnica ou conceitos de investimento, para municípios/autoridades locais que assumiram grandes compromissos na redução significativa do consumo de energia e nas emissões de gases com efeito de estufa. A atribuição deste apoio tem, entre outros requisitos, a entrega de um plano de ação climática para o município (PAES/PAESC), desenvolvimento do conceito de investimento e estratégia de financiamento e governação.

O EUCF é gerido por um Concelho Estratégico, pela Equipa do EUCF e é aconselhado por Consultores de Investimento, tendo como objetivos capacitar e fornecer ferramentas aos funcionários municipais através da criação de redes de oportunidades, fornecendo conhecimentos das melhores práticas europeias para projetos credíveis e viáveis.

Todos estes benefícios, aliados à informação precisa das localizações de maior produção de energia fotovoltaica, permitirá ao município, desenvolver estratégias e parcerias concretas, de modo a utilizar a combinação de energia solar e telhados verdes para aumentar a eficiência energética dos edifícios e reduzir as emissões de CO2, indo assim ao encontro da descarbonização proposta pela UE a que também o município se comprometeu a alcançar.

Esta candidatura contou com o apoio da Agência de Energia do Cávado, da Comunidade Intermunicipal do Cávado, da Associação Comercial de Braga e da Associação Empresarial do Minho para o cumprimento de alguns dos objetivos estabelecidos no plano energético e de ação climática do município, e na redução das emissões de gases com efeito de estufa até 2030, através do uso inteligente de energias renováveis de solução combinada em edificado.

Comentários

topo