País

PCP diz que data das eleições é “incompreensivelmente tardia”

(C) LUSA
Partilhe esta notícia!

O PCP considerou esta noite que a data de 30 de janeiro escolhida pelo Presidente da República para as eleições legislativas antecipadas é “incompreensivelmente tardia” e dá a sensação de estar condicionada por “candidaturas a lideranças partidárias”.

“É uma data incompreensivelmente tardia e que entra em contradição com a própria declaração do Presidente da República de que devia haver uma clarificação da situação do país o mais rapidamente possível”, disse o deputado comunista António Filipe, em declarações nos Passos Perdidos da Assembleia da República, depois de anunciada a data das eleições.

O membro do Comité Central do PCP acrescentou que a escolha de Marcelo Rebelo de Sousa dá a sensação de que foi escolhida “em nome de conveniências” de “candidaturas a lideranças partidárias”.

Comentários

topo