Braga

PAN de Braga quer investir 10% do orçamento municipal no ambiente

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A concelhia do PAN, Pessoas-Animais-Natureza, de Braga, anunciou esta semana que irá propor um reforço do investimento municipal na área do ambiente e combate às alterações climáticas.

A proposta enquadra-se no âmbito das medidas do partido para o plano municipal do orçamento e grandes opções 2022-2025. Segundo o deputado municipal do partido em Braga, Tiago Teixeira, “o investimento municipal na área ambiental ainda é muito reduzido, encontrando-se abaixo dos 2%, segundo os dados da PORDATA. Este é um dos valores mais baixos no distrito”.

O PAN propõe que este investimento, excluindo fundos europeus e nacionais, aumente progressivamente já a partir de 2022 em 2% ao ano, atingindo os 10% do orçamento municipal em 2025, defendendo que “É preciso começar a levar o combate às alterações climáticas a sério e ir além dos discursos e prémios para pequenos projetos. A única forma de assegurarmos isto é dando prioridade ao ambiente e aumentando o investimento”.

Dentro destes investimentos ambientais encontram-se programas de combate à pobreza energética das habitações, gratuitidade dos TUB, descarbonização e aumento da frota TUB, construção de vias cicláveis, redes de bike sharing, descarbonização dos edifícios públicos e da frota municipal, construção de um ecocentro e melhoria da gestão e valorização de resíduos, incluindo os orgânicos, bem como programas no terreno que tenham em conta a recuperação dos rios do concelho.

Para o deputado municipal, “este é o caminho para conseguirmos reduzir as emissões do concelho e proteger o nosso património natural, que se encontra em grande parte ao abandono, desde os recursos hídricos até à floresta. Se queremos garantir um futuro digno para as atuais e para as próximas gerações, o tempo de agir é agora, na última década em que podemos impedir uma catástrofe climática. Depois disso será demasiado tarde.”

Comentários

topo