Guimarães

Projetos de Guimarães são destaque na empregabilidade e na inclusão social

(c) Município de Guimarães
Partilhe esta notícia!

Open Talk organizado pelo Centro Distrital de Segurança Social de Braga, em parceria com a Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.

Os Projetos Estação Guimarães Norte e Estação Guimarães Sul, coordenados, respetivamente pela Fraterna e pela Sol do Ave, enquadram-se no programa Contrato Locais de Desenvolvimento Social (CLDS) 4G, do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, sendo a Câmara Municipal de Guimarães a Entidade Promotora, foram alguns dos exemplos apontados numa sessão sobre Empregabilidade para a Inclusão Social, que decorreu na Universidade do Minho esta quarta-feira.

A Câmara Municipal de Guimarães esteve representada pela Vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, nesta Open Talk que teve como objetivo motivar e inspirar para a ação num momento de rutura planetária e crise ambiental, partilhando experiências, ideias e ideais que permitem abrir caminhos para um futuro da responsabilidade de cada um e da comunidade, e que aprofunde um modelo de desenvolvimento sustentável que ligue o emprego, a inclusão e o ambiente.

Os Projetos Estação Guimarães Norte e Estação Guimarães Sul centram a sua ação no Eixo do Emprego, Formação e Qualificação com ações diversas que contribuem para a empregabilidade das pessoas mais afetadas pelo problema social do desemprego.

Através destas ações, garante-se o apoio às pessoas em situação de desemprego na identificação das suas competências e talentos, facilitadoras da sua integração no mercado de trabalho; a capacitação de pessoas desempregadas para o desenvolvimento de competências de desenvolvimento individuais, potenciadoras da sua empregabilidade, incentivando, igualmente, uma atitude positiva e pró-ativa no processo da sua integração no mercado de trabalho. Permite ainda o envolvimento de empresas e demais agentes locais na construção de práticas inovadoras de apoio à qualificação e integração profissional de pessoas em situação de desemprego ou, até, a promoção de projetos de inovação e experimentação social potenciadores de oportunidades de emprego/rendimento, com base na criação de comunidades empreendedoras locais de base comunitária.

Comentários

topo