País

Costa admite novas restrições para travar a expansão da pandemia em Portugal

(c) LUSA
Partilhe esta notícia!

O primeiro-ministro, António Costa, admite novas restrições para travar a expansão de novos casos de covid-19 em Portugal, que enfrenta um aumento do índice de transmissibilidade.

Questionado pelos jornalistas durante uma visita a uma escola em Rio Maior, o primeiro-ministro, António Costa, não recusou a ideia de avançar com novas restrições para travar o aumento de novos casos de covid-19.

“Não hesitaremos, como não hesitámos no passado, em tomar as medidas necessárias para proteger a saúde e a vida dos portugueses”, disse António Costa, respondendo a uma pergunta de uma jornalista, que questionou o primeiro-ministro sobre a eventualidade de aplicar novas restrições, face ao aumento de casos de covid-19 no país, cita o Jornal de Notícias.

O primeiro-ministro afastou a ideia do regresso do Estado de Emergência, que teria de ser aprovado no Parlamento, que está em fase de dissolução, pelo que as medidas a aplicar terão de ser encontradas no quadro da Lei da Proteção Civil.

“Temos de ver quais as medidas adequadas e depois ver quais cabem nos mecanismos legais em vigor”, disse António Costa. “Vamos definir as ações em função do nível de risco, mas não antecipo a necessidade de medidas que impliquem o regresso do Estado de Emergência”, disse António Costa, sublinhando que o Parlamento, ainda que dissolvido, “mantém mecanismos de fiscalização”, segundo a mesma fonte.

Comentários

topo