Braga

PAN quer taxa turística cobrada em Braga utilizada para apoiar a habitação jovem

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A concelhia do PAN, Pessoas-Animais-Natureza, representada pelo deputado municipal, Tiago Teixeira, defendeu junto do executivo municipal que a taxa turística deve ser utilizada para apoiar a habitação jovem, já no orçamento de 2022.

A taxa turística é cobrada pela Câmara Municipal através das dormidas no concelho e tem um valor de 1,5€ por noite. Através desta, em 2021, a autarquia prevê arrecadar cerca de 240 mil euros.

Segundo Tiago Teixeira, “Esta é uma das nossas prioridades para o orçamento de 2022. Precisamos de garantir mais habitação a preços acessíveis, em especial para os jovens que se vêm impedidos de começar uma vida por não conseguirem, com os rendimentos baixos, suportar os preços das rendas no concelho”.

Para o PAN, este seria um programa “auto-sustentável” uma vez que teria o orçamento definido de acordo com as receitas recolhidas. O recém-eleito, deputado municipal, relembra que “Braga é dos poucos concelhos ao nível nacional e europeu que não usa a taxa turística para mitigar os efeitos do turismo”, acrescentando, “Sabemos que só por si, esta proposta não resolve o problema dos preços das rendas no concelho, mas é um passo importante na direção certa e pode ajudar várias centenas de jovens, todos os anos”.

Comentários

topo