Saúde

Governo volta a comparticipar testes rápidos de antigénio à Covid-19

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Os testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação vão voltar a ser gratuitos a partir de sexta-feira, confirma o Ministério da Saúde.

A portaria que prorroga o regime aprovado em junho é esta quinta-feira publicada em Diário da República.

A comparticipação continua a ser limitada ao máximo de quatro testes por mês e por utente.

O Ministério da Saúde justifica esta renovação do regime tendo em conta a atual situação epidemiológica e a importância de voltar a intensificar a realização de testes para deteção do SARS-CoV-2 de forma progressiva e proporcionada ao risco, que contribuam para o reforço do controlo da pandemia.

De acordo com os últimos dados divulgados pela Task Force para a promoção do Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem para SARS-CoV-2, já foram feitos em Portugal mais de 20 milhões de testes de diagnóstico à Covid-19 desde o início da pandemia em março de 2020.

Este ano foram efetuados cerca de 48 mil testes por dia, em média, mais de 70 por cento do total de testes de diagnóstico realizados desde o início da pandemia, adiantam os dados divulgados a 6 de novembro.
Na linha vermelha de infeções

Portugal atingiu a linha vermelha de infecções Covid-19 e deverá ultrapassá-la já na próxima semana. Ao ritmo atual a incidência deverá passar para os 240 casos por 100 mil habitantes Esta tinha sido uma das linhas vermelhas definidas plos técnicos que apoiam o Governo na tomada de decisões.

Na região Centro e no Algarve a incidencia deverá mesmo atingir os 480 casos por 100 mil habitantes. Ainda que não se preveja um reflexo nos internamentos, este agravamento da pandemia poderá provocar uma sobrecarga dos serviços primários. A taxa de incidência a 14 dias é de 360 casos por 100 mil habitantes. O crescimento diário do número de infeções ronda os sete por cento. Na quarta-feira, foram registados 2.527 novos casos de infeção e nove óbitos. Mais 990 pessoas conseguiram recuperar da doença. O número de internados também aumentou. Há 514 pessoas internadas em enfermaria e 75 em unidades de cuidados intensivos.

Novos casos abaixo dos 11 anos

O maior aumento de casos verifica-se agora nas crianças. Segundo os dados da DGS, a faixa etária mais atingida é a dos 6 aos 11 anos, que não faz parte do plano de vacinação.

Em Vila Verde a Santa Casa de Vila Verde tem comparticipação dos testes por parte do governo no seu laboratório.

Comentários

topo