Amares

Amares de luto pela morte do Padre Eurico José de Azevedo

(c) diocese de Braga
Partilhe esta notícia!

Faleceu, hoje, o Pe. Eurico José de Azevedo.

Nascido a 6 de Junho de 1930, em S. Tiago de Caldelas, Amares. Foi ordenado sacerdote em 1955.

Sacerdote espiritano, tendo estudado nos seminários da Congregação, licenciou-se, depois, em teologia pela Universidade Gregoriana de Roma. Foi ordenado sacerdote em 1955.

De regresso a Portugal, ensinou Grego, Religião e Moral, no seminário do Fraião, ao mesmo tempo que, a convite do Sr. Arcebispo de Braga D. António Martins Júnior, durante a década de 60 do século passado, foi assistente diocesano da JAC.

No seminário Maior do Espírito Santo, na Torre da Aguilha, Carcavelos, ensinou História de Filosofia, Sagrada Escritura e Eclesiologia.

Em fevereiro de 1971, a convite de D. Aurélio Granada, com quem tinha colaborado na formação apostólica dos Assistentes da Ação Católica, então diretor da Obra Católica Portuguesa da Emigração, com licença do superior Geral da Congregação, o Pe Lécuyer, partiu em missão, para, integrado nas estruturas da diocese de Osnabruck, de Hildesheim e de Hamburgo, trabalhar como missionário entre os povos de expressão portuguesa a residir na parte norte da Alemanha.

De lá regressou a 15 de Agosto de 2005, dia do quinquagésimo aniversário da sua ordenação sacerdotal, depois de, em Junho, ter completado 75 anos de idade. A partir desta data, estuda a Sagrada Escritura e colabora com alegria em todas as tarefas para que é solicitado na Igreja, dentro ou fora da Congregação, editando vários livros da mesma série (A Palavra de Deus), Rezar com S. Mateus, publicado em Abril de 2017, Rezar com S. Marcos, publicado em Janeiro de 2018, A Antiga e Eterna Aliança, em Julho de 2018, Rezar com S. Lucas, em Novembro de 2018 e Rezar com S. João, em Maio de 2019.

A missa exequial é celebrada esta sexta-feira, 26 de Novembro, às 15h, na paróquia de S. Tiago de Caldelas, arciprestado de Amares.

Comentários

topo