País

Resultados oficiais: Rui Rio venceu Paulo Rangel por 1.746 votos

(c) LUSA
Partilhe esta notícia!

Os resultados finais das décimas eleições diretas no PSD, realizadas no sábado, atribuem a Rui Rio uma vitória por 52,43% dos votos, mais 1.746 do que os conseguidos pelo eurodeputado Paulo Rangel.

Tal como já tinha sido antecipado no sábado, aquando da divulgação dos resultados provisórios, esta é a mais curta vitória de sempre em eleições diretas no PSD, depois de em 2020 Rui Rio ter batido Luís Montenegro por 2.071 votos.

De acordo com os resultados finais disponíveis no site do PSD, já homologados pelo Conselho de Jurisdição Nacional (CJN) e que hoje serão publicados no órgão oficial do partido, o Povo Livre, votaram 36.476 militantes do PSD, de um universo eleitoral de 46.664 com as quotas em dia.

A abstenção situou-se nos 21,83%, ligeiramente superior à de 2020, quando rondou os 20%, embora tenham votado nesta eleição quase mais 4.000 militantes do que há dois anos, em termos absolutos.

Rui Rio conseguiu o voto de 18.852 militantes e Paulo Rangel de 17.106, tendo sido contabilizados 329 votos brancos (0,9% do total) e 189 nulos (0,5%).

“Com base nestes resultados, o Conselho de Jurisdição Nacional do PSD declara eleito presidente da Comissão Política Nacional do partido o companheiro Rui Fernando da Silva Rio”, refere a nota de homologação.

O CJN saúda ainda “a forma como decorreu o sufrágio e congratulou a secretaria-geral e os serviços centrais pelas inovações tecnológicas e diligência das operações de apuramento”.

Numa análise dos resultados pelas distritais do PSD, Rio ficou à frente em dez, entre elas Porto, Braga e Aveiro (a primeira, segunda e quarta maiores estruturas em termos de militantes) bem como em Viana do Castelo, Bragança, Viseu, Leiria, Santarém, Évora e Faro.

Além destas dez distritais, Rio venceu ainda nas duas Regiões Autónomas, obtendo nos Açores a sua maior vitória percentual, 77%, enquanto na Madeira conseguiu 57% dos votos.

Paulo Rangel venceu nove distritais, além das estruturas da Europa e Fora da Europa: na Área Metropolitana de Lisboa (a terceira maior em termos de militantes, onde conseguiu quase 60%), Setúbal, Vila Real, Guarda (a sua maior vitória em estruturas distritais, com 64%), Coimbra, Castelo Branco, Portalegre, Lisboa Área Oeste e Beja.

Comentários

topo