Vila Verde

Vila Verde sem distinções no concurso “Municípios do Ano Portugal 2021”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Concurso “Municípios do Ano Portugal 2021” visa reconhecer as boas práticas dos municípios portugueses, premiar as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com impactos assinaláveis nas vilas, cidades e no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade.

Vila Verde ficou de fora da atribuição de qualquer prémio em várias áreas distintas.

Na região, Guimarães foi um dos municípios mais premiados com a atribuição de distinção devido ao projeto “Bairro C” e ainda está inserido no Quadrilátero Urbano da região que foi distinguido na categoria intermunicipal.

Município de Guimarães distinguido

O projeto “Bairro C”, implementado pelo Município de Guimarães, foi premiado para a categoria Norte (mais de 20 000 habitantes) no concurso “Municípios do Ano Portugal 2021”, da plataforma UM-Cidades, Universidade do Minho. A cerimónia decorreu esta quinta-feira, no Funchal, com a entrega do prémio ao Vereador da Cultura, Paulo Lopes Silva, em representação da Câmara Municipal de Guimarães.

Na categoria Intermunicipal destaque para a atribuição do Prémio ao projeto “Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vouz”, desenvolvido pelos Municípios do Quadrilátero Urbano (Guimarães, Barcelos, Braga e Famalicão).

Paulo Lopes Silva assinalou com entusiasmo o reconhecimento da plataforma UM-Cidades aos projetos de Guimarães. “Este reconhecimento demonstra que Guimarães continua no caminho do desenvolvimento assente nas boas práticas, com a ligação da cultura ao território e contando com as pessoas como o centro da ação. Este prémio é uma motivação e responsabilidade acrescida para valorizar e reforçar o projeto Bairro C, enquanto espaço de experimentação, criação e colaboração entre uma rede alargada de instituições, tendo ainda em conta a valorização das candidaturas apresentadas por vários Municípios de todo o país”.

O BAIRRO C é um projeto que procura estruturar-se no território de Guimarães – ligação entre Zona de Couros, Caldeiroa e Avenida Conde Margaride – como um laboratório de ideias assente nos pilares da Cultura, Criatividade, Conhecimento e Ciência; um espaço para inovação e experimentação, quer do ponto de vista tecnológico, quer de novas estéticas e linguagens artísticas, oferecendo novas leituras sobre a relação entre a cidade, a criação artística e a comunidade.

Comentários

topo