Vila Verde

Covid-19 sobe em Vila Verde após câmara promover festa mas mantém silêncio

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O número de casos ativos de Covid-19 disparou em Vila Verde. 35 novos casos ativos de Covid-19 em apenas uma semana no concelho de Vila Verde que coincide com a realização da polémica festa (re)anima Vila Verde.

Mais 35 casos ativos na última semana no concelho de Vila Verde que fazem alarmar as autoridades.

“Não há responsáveis?”

“Vila Verde está a sentir o efeito da festa (re)anima”, segundo relatos de muitos populares. A festa foi contestada pela população e chegou mesmo a pontos de serem apresentadas queixas pelo barulho e zaragatas a altas horas da madrugada em Vila Verde. No primeiro dia da festa as imagens chocaram os vila-verdenses com centenas de pessoas sem máscara a partilharem um espaço ‘pequeno para tanta gente’.

A Câmara Municipal ficou em silêncio até hoje, e como promotora da festa, não fez nenhuma referência nas suas redes sociais nem em locais de comunicação oficiais.

Câmara de Vila Verde promoveu festa ‘sem regras’ de três dias em plena pandemia

José Manuel Fernandes (PSD), deputado ao Parlamento Europeu, avisa: “a pandemia ainda não passou.”

Num artigo de opinião publicado hoje no jornal Correio do Minho, José Manuel Fernandes – casado com a presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes (PSD) – mostra-se preocupado com o “agravamento de novos casos em Portugal.” O deputado refere que relativamente à nova estirpe do vírus [Omicron], o Estado tem aplicado novas restrições para conter a progressão mas chama a atenção de que “uma coisa todos sabemos: é o nosso comportamento, juntamente com a vacina, que pode controlar a evolução da pandemia.”

José Manuel Fernandes lança ainda o repto para que a população continue “com determinação e resiliência neste combate, que parece não ter fim.”

Nova variante da Covid-19. JMF apela à responsabilidade no comportamento

Comentários

topo