Guimarães

Máscaras cirúrgicas recolhidas em Guimarães dão origem a enfeites natalícios

(c) Município de Guimarães
Partilhe esta notícia!

Produtos serão distribuídos numa embalagem produzida em cartão reciclado pelo Centro Juvenil de São José de Guimarães. O processo de recolha de máscaras cirúrgicas, em Guimarães, está a dar origem a produtos natalícios que podem servir para decoração de Natal.

O Natal é também época de demonstrar a importância da reutilização e valorização de matérias. Em Guimarães, as máscaras recolhidas no âmbito do projeto de “Recolha e Valorização de Máscaras”, liderado pelo Município de Guimarães, com a colaboração do Laboratório da Paisagem, Vitrus Ambiente, CVR-Centro para a Valorização de Resíduos, Fibrenamics e TO-BE-GREEN, deram agora origem a enfeites natalícios.

Ao longo do último ano, através dos pontos de recolha colocados em diversas Escolas do Concelho, foi dado o mote para a recolha e valorização de máscaras cirúrgicas e comunitárias. As Escolas aderiram em massa ao repto lançado pelo Programa PEGADAS e as máscaras cirúrgicas recolhidas vão agora dar origem a produtos natalícios que poderão enfeitarão as árvores de Natal, em Guimarães.

De realçar que estes produtos serão distribuídos numa embalagem produzida em cartão reciclado pelo Centro Juvenil de São José de Guimarães, procurando reforçar a importância do cumprimento dos diversos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Este projeto está integrado na Estratégia de Guimarães para a Economia Circular – RRRCICLO. Ao mesmo tempo é resultado de uma sinergia entre o setor público, o setor privado, a academia e os cidadãos, os pressupostos do Ecossistema de Governança – Guimarães 2030 que está implementado desde 2014.

Comentários

topo