País

Gastos dos portugueses com as compras de natal devem aumentar quase 40%

(c) Direitos reservados - ilustrativa
Partilhe esta notícia!

Este ano, os portugueses planeiam gastar cerca de 300 euros com as compras para o período de Natal, um aumento de 39% face ao ano anterior – em média, mais 83€ –, sendo que este valor inclui presentes, mercearia e decoração da época. Em 2020, o valor previsto rondava os 216 euros.

Fazendo um zoom às faixas etárias, verifica-se que os portugueses entre os 34 e os 54 anos são aqueles que tencionam gastar mais no Natal, cerca de 390 euros. Os mais jovens, entre os 18 e 24 anos, são os que tencionam gastar menos, estando abaixo da média – 150 euros – mas são também aqueles que pretendem alocar a maior parte do seu dinheiro à compra de presentes (74%).

De acordo com os dados, a maior parcela desse valor será gasta em presentes: 147 euros, um aumento de 24% face a 2020 – sendo que 56€ serão reservados a prendas para crianças. Em segundo lugar, seguem-se os gastos em mercearia para a preparação da mesa de Consoada e de Natal: 140 euros, um aumento de 59% em comparação com o ano anterior. Por fim, as decorações de Natal, a categoria na qual os portugueses tencionam gastar menos dinheiro – 12 euros, em média –, sendo que apenas 4% pretende adquirir decorações da época. Isto também acontece porque são muitos os portugueses que revelam que vão reutilizar os enfeites de Natal (44%); reutilizar a árvore artificial (36%) e, até mesmo, fazer as suas peças de decoração (7%).

Numa análise regional, espera-se que na região Sul o valor médio de gastos seja mais elevado, cerca de 415 euros, dos quais 49% será alocado à mercearia e 46% aos presentes. De seguida, os residentes na Área Metropolitana do Porto pretendem gastar cerca de 327 euros, sendo que mais de metade (51%) será gasto em mercearia.

Quais os presentes que os portugueses tencionam oferecer?
88% dos portugueses inquiridos vão oferecer presentes neste Natal. Em média, vão oferecer um presente a seis pessoas e gastar 26 euros em média por prenda (+4€ face ao ano anterior). Em 2021 no topo da lista dos presentes que os portugueses procuram oferecer estão os vinhos ou outras bebidas (66%). Os presentes relacionados com vestuário e acessórios passam este ano para segundo plano, com apenas 63% dos portugueses a pensar oferecer presentes dentro desta categoria. Em terceiro lugar estão os chocolates (62%), seguindo-se os brinquedos (61%) que passaram de segundo lugar para quarto na lista de presentes. Os perfumes, maquilhagem e kits de bem-estar terminam o Top 5 (53%).

Metodologia

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2021 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve como target indivíduos de ambos os géneros, de idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos, residentes em Portugal Continental. O estudo foi conduzido através de entrevistas telefónicas assistidas por Computador (CATI). No total foram feitos 600 contactos para realizar entrevistas representativas do universo em estudo. O erro máximo associado é de + 4.0 p.p. para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram conduzidas por intermédio de questionário estruturado de perguntas fechadas. Foram realizados contactos representativos da população e estratificados por Distrito; Género; Idade e Níveis socioeconómicos para encontrar o target do estudo. As entrevistas foram conduzidas por uma equipa de entrevistadores Nielsen, que receberam treino específico para o presente estudo. O trabalho de campo decorreu entre 20 a 29 de outubro 2021.

Sobre o Cetelem

Cetelem é uma marca do BNP Paribas Personal Finance – entidade especialista em Crédito ao Consumo do Grupo BNP Paribas. Líder europeu no sector, está presente em mais de 30 países de 4 continentes, empregando mais de 20 mil pessoas. Em Portugal desde 1993, emprega 700 pessoas, serve mais de 1,35 milhões de clientes e está presente em mais de 3600 estabelecimentos de parceiros de negócio. Cartões de crédito, crédito pessoal, soluções automóvel e seguros são os principais produtos comercializados e estão disponíveis aos consumidores no site, na app, por telefone e nos estabelecimentos comerciais dos principais parceiros em Portugal, além de serem disponibilizados nas nossas lojas no Porto e em Lisboa. Para apoiar os seus clientes e parceiros, o BNP Paribas Personal Finance está empenhado em promover o acesso a um consumo mais responsável e sustentável.

Comentários

topo