Viana do Castelo

IPVC de Viana reconhecido pelas práticas sociais e sustentabilidade

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) foi reconhecido na 7.ª Cerimónia do Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE) com o apoio da Associação Industrial Portuguesa, da Aliança ODS PORTUGAL, da CCP | Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, da Fundação Montepio, da Global Compact Network Portugal e do Iapmei – Agência para a Competitividade e Inovação. Os projetos “Qualidade e Responsabilidade Social como Pilar da Sustentabilidade Organizacional- Modelo de Governança do IPVC” e “Campus Sustentável IPVC- Gestão Ambiental” receberam o primeiro prémio nas respetivas categorias, tendo ainda o projeto “Escola Inclusiva IPVC” recebido uma menção honrosa.

O Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade visa distinguir a implementação de práticas que “criam valor” para as suas partes interessadas e contribuem ativamente para o desenvolvimento sustentável, através de dois eixos: Responsabilidade Social e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
Na iniciativa deste ano, o Politécnico de Viana do Castelo obteve o 1.º lugar no Reconhecimento Nacional na Categoria Governação Organizacional (Eixo 1 – Responsabilidade Social) com o projeto “Qualidade e Responsabilidade Social como Pilar da Sustentabilidade Organizacional- Modelo de Governança do IPVC”. Já na Categoria Ambiente: Água e Energia (Eixo 1 – Responsabilidade Social), o Politécnico de Viana do Castelo obteve também o 1.º lugar no Reconhecimento Nacional com o projeto “Campus Sustentável IPVC- Gestão Ambiental”. Entretanto, o Politécnico de Viana do Castelo obteve ainda uma Menção Honrosa na Categoria: Comunidade (Eixo 1 – Responsabilidade Social), com o projeto “Escola Inclusiva IPVC”.

O presidente do Politécnico de Viana do Castelo, Carlos Rodrigues, congratulou-se com a dupla distinção e pela menção honrosa considerando que se trata do reconhecimento pela sociedade em geral e pela comunidade local, de que a política de Responsabilidade Social do IPVC tem impacto na formação do capital humano, capital social e no desenvolvimento local sustentável. “Trata-se de um reconhecimento de que os projetos de Responsabilidade Social do IPVC atendem às necessidades e ao desenvolvimento integral e sustentável da comunidade”.
Carlos Rodrigues sublinha ainda que as “práticas de responsabilidade social-ambiental são parte integrante de cultura organizacional do IPVC e significam maior proximidade e participação na comunidade e assentam na gestão sustentável das atividades e recursos, permitindo responder às necessidades do presente, sem comprometer o futuro, reforçando a consciência e a ação cívica”.

De destacar, que a Associação Portuguesa de Ética Empresarial existe “para ajudar a criar e apoiar um modelo de desenvolvimento que seja sustentável, iluminado por princípios e valores éticos, no plano ambiental pela harmonia com o planeta e os recursos que disponibiliza, no plano social pela inclusão, diversidade e busca da felicidade, não deixando ninguém para trás, e no plano económico pelo suporte a organizações que promovam a criação de valor partilhado para todas as partes interessadas, que assumem a sua quota parte de responsabilidade social no quadro de um ecossistema produtivo e de trabalho digno”. O propósito da associação passa ainda por “combater qualquer distorção do mercado livre pela corrupção ou uso ilegítimo de posição dominante”.

Comentários

topo