Vila Verde

Município de Vila Verde reforça apoios a clubes federados do concelho

(c) Município de Vila Verde
Partilhe esta notícia!

A Câmara Municipal de Vila Verde aprovou, na reunião de 20 de dezembro, a atribuição de subsídios aos clubes federados do concelho, abrangendo as diferentes modalidades desportivas. Os apoios contemplam equipas de seniores e os diversos escalões de formação, num total global de cerca de 80 mil euros.

O vereador responsável pelo pelouro do desporto, Patrício Araújo, chama a atenção para as dificuldades acrescidas por que atravessam, nesta fase marcada pela crise pandémica, os clubes e associações que se dedicam à prática de atividades desportivas federadas, com particular impacto no futebol.

É nesse quadro que o Município de Vila Verde, assumindo-se como “parceiro e aliado” das entidades ligadas à promoção da prática desportiva, procura “corresponder de forma a colmatar as necessidades de clubes e associações desportivas”.

O quadro de apoios para esta época 2021-2022 define valores consoante os níveis de competição. No futebol masculino sénior, a disputa do Campeonato Pró-Nacional representa um subsídio de 11.000 euros, a Divisão Honra distrital 7.500 euros, a I Divisão 5.000, o Inatel 1.750 euros e o Futsal 1.500 euros.

Ao nível da formação, são atribuídos 3.000 euros para equipas de juniores, juvenis e iniciados, baixando para 2.000 euros no caso de Infantis, Benjamins, Traquinas, Petizes e Minis. No futebol feminino, os subsídios para as equipas de sub-19, sub-17 e sub-15 são de 3.000 euros e para as de sub-13 e sub-11 são de 2.000 euros.

A relação de subsídios abrange ainda o voleibol feminino: 3.000 euros para equipas da III Divisão Nacional e 1.000 euros para equipas de Minis. No Hóquei em patins, o apoio é de 4.000 euros para os sub-15 e 1.000 euros para os sub-13.

A equipa de Taekwondo Grupo Desportivo de Prado terá direito a 1.500 euros, tal como o Clube de Caça e Pesca de Vila Verde. As equipas de atletismo e trail do Euphoric Rhythms-Vila Verde a Correr e Vila de Prado a Correr vão receber 1.000 euros, cada.

Patrício Araújo salienta ainda a importância dos apoios para “a melhoria das instalações desportivas e na qualidade das atividades prestadas à comunidade, bem como na criação de novos valores, mentalidades e princípios que são os pilares da afirmação do desporto concelhio no panorama regional, nacional e até internacional”.

Na sustentação para a atribuição dos apoios, Patrício Araújo refere que “o desporto constitui um fator de inclusão e, nessa medida, é fundamental para a ocupação dos tempos livres dos jovens e para o seu desenvolvimento pessoal e sadio, orientado por princípios éticos de justiça e solidariedade e de interiorização de valores como o esforço, o empenho e a persistência na busca de objetivos”.

A par do contributo das coletividades desportivas para a promoção das comunidades locais e do próprio concelho, o vereador do Município de Vila Verde destaca o papel dos clubes enquanto “agentes e parceiros ativos incontornáveis no processo de desenvolvimento desportivo, cultural e recreativo, que reforçam a identidade social do território”.

Comentários

topo