Vila Verde

Fernando Silva (Chega) contra cancelamento da ‘Feira dos Vinte’: “Deixem-nos viver”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Junta de Freguesia da Vila de Prado anunciou que em função da evolução pandémica e do número de novas infeções registado diariamente, e que se prevê só atingirem o seu pico em meados de janeiro, a autarquia vê-se forçada a anular a edição do presente ano.

Chega Vila Verde reagiu contra a decisão

O vereador do Chega Vila Verde veio a público reagir à decisão da junta de freguesia da Vila de Prado. Escreve Fernando Silva que: “Respeito a decisão do Presidente Albano e compreendo a sua preocupação, mas cancelar a Feira dos Vinte não é do meu ponto vista uma medida adequada para ser aplicada à população que tem sido sistematicamente bombardeada com medidas draconianas. Esta é uma atitude que como a de muitos governantes, serve apenas os interesses do governo sombra. Libertemo-nos do obscurantismo. Já chega de espalhar medo às populações e de incentivar o povo a perder a nossa cultura e tradições. Sejamos cautelosos, mas, deixemos as pessoas fazer as suas vidas normalmente e viver em paz. Temos que compreender que não há outra solução senão conviver e adaptar-nos a este vírus, atualmente com uma variante Ómicron que é menos agressiva. O tabaco mata cerca de 8 milhões de pessoas por ano e o álcool 3 milhões, no entanto, ainda ninguém ousou dizer que as fábricas do tabaco devem ser encerradas e as vinhas destruídas. 90% da população já tem as duas doses de vacinação, uma feira ao ar livre onde as pessoas cumpram com o seu distanciamento e uso de máscaras não deve ser motivo para cancelamento, não devemos estagnar mais a economia local; devemos sim passar a mensagem de que as pessoas mais idosas e mais vulneráveis devem se proteger mais. Esta é a minha opinião”.

Comentários

topo