País

33% dos portugueses vão aproveitar os saldos de janeiro após adiamento

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Janeiro é sinónimo de saldos em todo o país e em grande parte das lojas. Este ano, apesar do adiamento dos saldos nas lojas físicas, que começam apenas hoje, por conta da pandemia, continuam a ser muitos os portugueses que optam por aproveitar esta altura do ano para fazer algumas compras e começar o ano a poupar.
Segundo o estudo do Observador Cetelem, 33% dos portugueses inquiridos têm intenção de aproveitar os saldos de janeiro – em 2020 apenas 27% dos inquiridos pretendiam aproveitar esta época.
Os inquiridos mais velhos, dos 65 aos 74 anos, são os que menos tencionam usufruir dos saldos do início do ano (75%). Já os portugueses inquiridos, entre os 25 e os 34 anos, são os mais dispostos a usufruir dos saldos (56%).
A nível regional, os residentes de Lisboa são os que mais planeiam aproveitar os saldos (74%), enquanto os do Porto são os que menos pretendem fazê-lo (apenas 20%).
Dos portugueses inquiridos que vão usufruir dos saldos, 19% revelam que vão aproveitar esta altura para fazer compras para si e para os outros, sobretudo, os mais jovens com idades entre os 18 e os 24 anos (36%).
Nestes saldos, as categorias de produtos mais procuradas pelos portugueses são: o vestuário e acessórios (73%), seguido de perfumes e maquilhagem (41%), relógios e joias (29%) e os brinquedos (11%).

Metodologia

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2021 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve como target indivíduos de ambos os géneros, de idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos, residentes em Portugal Continental. O estudo foi conduzido através de entrevistas telefónicas assistidas por Computador (CATI). No total foram feitos 600 contactos para realizar entrevistas representativas do universo em estudo. O erro máximo associado é de + 4.0 p.p. para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram conduzidas por intermédio de questionário estruturado de perguntas fechadas. Foram realizados contactos representativos da população e estratificados por Distrito; Género; Idade e Níveis socioeconómicos para encontrar o target do estudo. As entrevistas foram conduzidas por uma equipa de entrevistadores Nielsen, que receberam treino específico para o presente estudo. O trabalho de campo decorreu entre 20 a 29 de outubro 2021.

Sobre o Cetelem

Cetelem é uma marca do BNP Paribas Personal Finance – entidade especialista em Crédito ao Consumo do Grupo BNP Paribas. Líder

europeu no sector, está presente em mais de 30 países de 4 continentes, empregando mais de 20 mil pessoas. Em Portugal desde 1993, emprega 700 pessoas, serve mais de 1,35 milhões de clientes e está presente em mais de 3600 estabelecimentos de parceiros de

negócio. Cartões de crédito, crédito pessoal, soluções automóvel e seguros são os principais produtos comercializados e estão disponíveis aos consumidores no site, na app, por telefone e nos estabelecimentos comerciais dos principais parceiros em Portugal,

além de serem disponibilizados nas nossas lojas no Porto e em Lisboa. Para apoiar os seus clientes e parceiros, o BNP Paribas Personal

Finance está empenhado em promover o acesso a um consumo mais responsável e sustentável.

Comentários

topo