Braga

‘Princesa’ Lara com doença rara sem terapias de apoio no hospital de Braga

(c) Redes sociais
Partilhe esta notícia!

A Lara foi diagnosticada em 2019 no Hospital de Braga com uma doença rara, grave, degenerativa e progressiva,

Nesse mesmo ano foi encaminhada para as terapias, fisioterapia, Terapia da fala e terapia ocupacional, cada uma com 30 minutos, pouco tempo e uma vez por semana.

Comunicado da página de apoio à Lara na íntegra

“Em 2020 conseguimos que a Lara fosse para uma clínica regenerativa em Espanha, comunicamos no serviço que iriamos estar ausentes durante 3 meses, suspendemos as terapias para retoma las quando regressasse mos.
Infelizmente isso não aconteceu pois só tivemos direito a terapia ocupacional pois disseram nos que não havia vagas.
E assim continuamos até dia 10 deste mês de 2022, e agora aguardamos vaga para todas as terapias.

Felizmente com muito esforço físico, financeiro e emocional temos conseguido pagar todas as terapias na Clínica Saluslive, terapias diárias, fisioterapia, hidroterapia,terapia da fala e terapia ocupacional e se não conseguirmos?

Numa doença grave,rara, degenerativa e progressiva numa criança, o hospital de Braga não tem resposta em termos de terapias?

Como a Lara existem muitas crianças na mesma situação, á espera de terapias, próteses,ortoteses e muitos outros equipamentos ortopédicos, muitos só á espera de uma simples assinatura para terem acesso ao que precisam.
A Lara está á espera desde Setembro de 2021 de uma ortótese para os pés, simplesmente vergonhoso.
Também tive conhecimento de pessoas que estão internadas á espera de material ortopédico que custa bem menos do que a diária hospitalar, isto é um absurdo o que conseguem fazer com o dinheiro dos nossos impostos.

A vida humana é valiosa, não se brinca com a saúde de ninguém.
A Lara tem direitos que não estão a ser respeitados”, escreve a página de apoio à menina que precisa de ajuda.

Comentários

topo