Vila Verde

Martinho Gonçalves: “PS de Vila Verde é um grupo de assalariados da política”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

José Luís Pereira Carneiro e outros candidatos a deputados à Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Braga estiveram em Vila Verde e foram recebidos, pela Presidente da Câmara Municipal Júlia Fernandes, para uma reunião institucional em que foram passados em revista os principais dossiês com impacto na vida da comunidade vila-verdense.

O PS fez ainda uma visita a empresas, à unidade industrial da subsidiária portuguesa do grupo Altrics, que se dedica ao fabrico e montagem de componentes eletrónicos, e comércio tradicional, numa ação de divulgação do manifesto eleitoral distrital.

Martinho Gonçalves reagiu de forma impetuosa à ‘reunião’ entre PSD e PS

Martinho Gonçalves, antigo deputado pelo Partido Socialista, ex-candidato à Câmara Municipal de Vila Verde pelo PS, e também apoiante e ex-candidato a presidente da Assembleia Municipal de Vila Verde, em carta enviada ao Semanário V mostrou a sua frustração e indignação pela ´reunião’ protagonizada pelo PS de Braga e Vila Verde com a presidente da Câmara de Verde Júlia Fernandes em plena campanha para as legislativas.

Carta na íntegra:

“O Partido Socialista de Vila Verde está a passar pela maior crise de identidade da sua história”

“Na verdade, a postura deste PS que hoje comanda o partido em Vila Verde não tem nada a ver com os princípios e os valores que desde 1974 os socialistas de Vila Verde tinham vindo a habituar os vilaverdenses.
O que hoje vemos no comando do PS de Vila Verde é um grupo de “assalariados da política”, onde predominam aqueles que o Eng. Barreto colocou nas empresas públicas, os vulgos “Tachos” políticos e aqueles que ambicionam lá chegar se o PS continuar a governar Portugal, assim como aqueles que adoram as mordomias da Câmara Municipal de Vila Verde.
Já todos sabíamos da postura cívica desta gente sem personalidade e sem seriedade política, quase todos vindos o PSD de Vila Verde que os enxutou, mas nunca imaginamos que seriam capazes de manchar os socialistas de Vila Verde ao resolver, em plena campanha destas eleições legislativas, irem à Câmara de Vila Verde, ao beija-mão à Presidente do PSD!
Confesso que não me lembra de tão grande vexame político em Vila Verde e todos nós já passamos por muitas situações difíceis em tempos que já lá vão…
Então para “conhecer projectos em curso e ambições futuras” para o nosso concelho, estas “mentes iluminadas” têm de ir perguntar à presidente da Câmara, numa subserviência política que a todos nos envergonha?!
Então, o que estão os vereadores (perdão, o silencioso vereador!) a fazer na Câmara?
Será que não têm qualquer ideia e não sabem o que querem para o concelho e querem pedir à Presidente que os ajude?
Era mais fácil pedir ao ex-vereador José Morais que, esse sim, sabia bem o que queria e também sabia como fazer oposição positiva e coerente!
Mas, não são certamente os socialistas “Bate-Orelhas do Barreto” de Vila Verde os primeiros e únicos responsáveis desta inusitada e vergonhosa “visita à Júlia”, mas sim o maior inimigo político de Vila Verde, o Engº. Barreto, que escolheu Vila Verde para dividir os socialistas de Vila Verde e destruir uma secção do PS!
E a verdade é que o PS do Distrito de Braga está a afundar a cada eleição, sendo já minoritário nas autarquias e nas legislativas, sendo que (e oxalá me engane…) no próximo domingo iremos assistir a mais um descalabro do PS no distrito de Braga.
E o responsável de toda esta desgraça tem um nome e uma responsabilidade e chama-se Joaquim Barreto, o pior Presidente de sempre, da Federação do PS de Braga!
Resta-me somente a esperança de que o povo de Vila Verde seja grato ao PS António Costa pelo seu exercício à frente do governo de Portugal e pelo que o seu governo fez por Vila verde e no domingo ajude a o coloca-lo novamente no leme do governo de Portugal”!

Comentários

topo