Braga

Deputado Filipe Melo, do Chega, com dívida de 80 mil euros: incluído na Lista Pública de Execuções

Partilhe esta notícia!

António Filipe Dias Melo Peixoto, do partido Chega, eleito deputado pelo círculo de Braga, tem três dívidas que totalizam 80.493,55 euros e que estão em fase de execução, avança o Polígrafo.

Consultando a Lista Pública de Execuções é fácil de comprovar que Filipe Melo é identificado em três processos de execução com um intervalo de cerca de um ano entre as três execuções. Consta neste registo por “não se conseguir encontrar bens penhoráveis suficientes para pagar as dívidas” pelos agentes de execução.

Filipe Melo foi condenado pelo Tribunal Judicial da Comarca de Braga a pagar um total de 80.493,55 euros na sequência dos processos de execução.

O processo mais recente, extinto a 29 de novembro de 2021, resulta de uma dívida de 771 euros. A dívida mais elevada – 75.575,90 euros – tinha sido incluída na Lista Pública de Execuções a 2 de novembro de 2020. Para além destas duas, existe ainda uma incluída a 13 de fevereiro de 2021 cujo valor ascende a 4.146,65 euros.

Filipe Melo acusado de xenofobia

O agora deputado, foi acusado de xenofobia dentro do próprio partido. Melo terá feito uma publicação na sua página pessoal de facebook onde escrevera sobre Cibelli Pinheiro de Almeida – na altura presidente da Mesa da Assembleia Distrital – em que afirmava que “não vai uma brasileira que vai mandar nos destinos de um partido nacionalista, patriótico. Nunca, não permitirei.

Terminou a publicação dizendo ainda que “se uma brasileira não se preocupa com o futuro do partido e do nosso líder, vamos mostrar de que raça somos feitos.” Cibelli Almeida acabaria por se demitir.

Eleições Legislativas travam crescimento do Chega em Vila Verde

Comentários

topo