Região

Ventura relembra ‘problemas com a etnia cigana’ em Portugal após agressões em Famalicão

(C) Frame CMTV
Partilhe esta notícia!

“O que aconteceu esta madrugada no Hospital de Vila Nova de Famalicão devia fazer corar de vergonha aqueles que dizem que não há em Portugal nenhum problema com a etnia cigana. Há e está à vista de todos. Vejam as imagens e o sentimento de impunidade que não podemos deixar prevalecer”, escreve André Venturas depois dos acontecimentos de violência no serviço de urgência do hospital de Famalicão.

Agressões em Famalicão

Hoje, cerca das 04h00, o Comando Distrital de Braga, da Polícia de Segurança Pública, recebeu uma chamada via 112, comunicando que estaria a ocorrer uma desordem com agressões, envolvendo um grupo de 15 a 20 cidadãos, no serviço de urgência do hospital de Vila Nova de Famalicão.

Foram acionados os meios policiais de serviço, de acordo com os protocolos táticos definidos para o tipo de ocorrência comunicada.

Não foi possível identificar nem deter os eventuais agressores, por os mesmos terem fugido do local.

Das agressões resultaram ferimentos num enfermeiro e num funcionário de uma empresa de segurança privada, que prestam serviço no hospital, bem como danos na porta de acesso ao respetivo serviço de urgência.

Estão em curso diligências tendentes a obter indícios que permitam identificar os autores das agressões e dos danos referidos, de forma a que sejam criminalmente responsabilizados pelos mesmos.

Apelamos a que todos os cidadãos respeitem o trabalho e a integridade física dos profissionais de saúde, bem como dos polícias e funcionários das empresas de segurança privada, que contribuem para o bem-estar e segurança da sociedade em que vivemos.

Grupo agride profissionais na urgência do Hospital de Famalicão e foge à PSP

Comentários

topo