Vila Verde

Santa Casa de Vila Verde disponível para receber famílias da Ucrânia

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Ucrânia relata pelo menos oito mortes e mais de uma dezena de feridos nas primeiras horas da invasão russa ao país, segundo o assessor do Ministério do Interior, Anton Gueraschenko.

“Uma mulher e uma criança ficaram feridas na região de Konopot, onde um carro se incendiou. Na cidade de Podolsk, na região de Odessa, há sete mortos, sete feridos e 19 desaparecidos como resultado do bombardeio. Na cidade de Mariupol, região de Donetsk, há um morto e dois feridos”, relatou o responsável, na plataforma Telegram.

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde sensibilizada com as imagens devastadoras que chegam da Ex-URSS, nomeadamente da Ucrânia, disponibilizou-se, para receber famílias vindas Ucrânia que precisem de cuidados e de habitação temporária em Portugal.

O provedor Bento Morais fala “numa catástrofe sem precedentes a que a Santa Casa de Vila Verde não pode ficar indiferente e já disponibilizou, através de conversa com a União das Misericórdias Portuguesas, espaço para receber famílias vindas da Ucrânia que necessitem de cuidados e habitação temporária em Portugal”.

Este é um dia delicado para a humanidade em que a Santa Casa de Vila Verde, mais uma vez, disse sim à ajuda humanitária.

A polícia ucraniana afirmou hoje (24) que a Rússia realizou 203 ataques desde o início do dia, com combates a ter lugar em quase todos os locais de todo o território da Ucrânia.
Citada pela Reuters, fonte oficial da polícia ucraniana disse que os militares ucranianos estavam em combate contra as forças russas perto da cidade oriental de Sumy. O ministro da Defesa da Ucrânia afirmou que algumas forças russas foram feitas prisioneiras em intensos combates.

Comentários

topo