Mundo

Putin contratou assassinato do presidente da Ucrânia Zelensky

Partilhe esta notícia!

Volodymyr Zelensky: mercenários russos ordenados a matar o presidente da Ucrânia

Mais de 400 mercenários russos que estão a operar em Kiev, têm ordens do Kremlin para assassinar o presidente Zelensky e o seu governo. Têm ainda o objetivo de preparar terreno para que Moscovo assuma o controle, avança o jornal diário inglês The Times.

O Grupo Wagner, uma milícia privada dirigida por um dos aliados mais próximos do presidente Putin, a operar como um braço do Estado, trouxe mercenários de África há cinco semanas numa  missão para decapitar o governo de Zelensky em troca de uma recompensa financeira.

As informações sobre a missão, adianta o The Times chegaram ao governo ucraniano na manhã deste sábado e, horas depois, Kiev declarou um recolher obrigatório “difícil” de 36 horas para varrer a cidade em busca dos mercenários, alertando os civis que seriam vistos como agentes do Kremlin e que correriam o risco de serem “eliminados” se avistados na via pública.

Kiev antecipa toque de recolher para as 17:00 e avisa: após essa hora todos são inimigos

Comentários

topo