Mundo

Rússia diz que sanções nunca a farão mudar de posição sobre a Ucrânia

Partilhe esta notícia!

O Kremlin garantiu esta terça-feira que as sanções aplicadas pelo Ocidente nunca farão a Rússia mudar a sua posição relativamente à Ucrânia.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, citado pela Reuters, afirmou mesmo: “Eles [ocidentais] estão a contar em forçar-nos a mudar a nossa posição. Isso está fora de questão”.

Peskov disse ainda que embora já tenha começado a primeira ronda de negociações entre autoridades russas e ucranianas, na segunda-feira, “ainda é muito cedo para avaliar resultados.” Acrescentou ainda que nunca houve a intenção de ter lugar uma conversa direta entre Vladimir Putin e o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

Dmitry Peskov deixou ainda o aviso: “Zelensky poderia evitar mais baixas se desse ordem para os ucranianos deporem as armas.”

A Ucrânia recusa-se a render. As suas forças têm resistido aos fortes ataques da Rússia do norte, leste e sul, que Moscovo descreve como uma operação especial para desmilitarizar e “desnazificar” o país – uma justificação já descartada por Kiev e pelo Ocidente, identificando-a como uma guerra de propaganda.

Comentários

topo