Mundo

Russos garantem conquista de Kherson, separatistas bloqueiam Mariupol

Partilhe esta notícia!

O exército russo garantiu hoje ter conquistado a cidade de Kherson, enquanto os separatistas pró-russos anunciaram ter conseguido bloquear totalmente Mariupol, também no sul da Ucrânia.

Kherson situa-se perto da península da Crimeia.

“As unidades do exército russo assumiram o controlo total da capital regional de Kherson”, disse o porta-voz das forças armadas russas, Igor Konashenkov, assegurando que as “infraestruturas civis” e os transportes públicos estavam a funcionar normalmente.

Já os separatistas pró-russos em Donetsk afirmaram hoje que bloquearam a cidade de Mariupol, segundo um representante da milícia Eduard Basurin, citado pela agência de notícias russa Interfax.

Na véspera, a autoproclamada república separatista de Donetsk anunciara um bloqueio quase total de Mariupol.

O líder da república, Deniye Pushilin, disse que estão agora a tentar que as forças ucranianas deponham as armas e criem um corredor humanitário para que os civis possam deixar a cidade.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já mataram mais de 350 civis, incluindo crianças, segundo Kiev. A ONU deu conta de mais de 100 mil deslocados e mais de 660 mil refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a “operação militar especial” na Ucrânia visa desmilitarizar o país vizinho e que era a única maneira de a Rússia se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e a União Europeia e os Estados Unidos, entre outros, responderam com o envio de armas e munições para a Ucrânia e o reforço de sanções para isolar ainda mais Moscovo.

Comentários

topo