Mundo

Ucrânia. Macron acredita que “o pior está para vir”

Partilhe esta notícia!

Após um telefonema de 90 minutos com Vladimir Putin, o presidente francês Emmanuel Macron acredita que “o pior está para vir” na Ucrânia. Diz que Putin parece ter a intenção de conquistar “todo” o país, disse um assessor do líder francês.

As forças russas têm aumentado a pressão sobre Mariupol e Kharkiv. Kherson foi a primeira cidade ucraniana a cair.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, prometeu na quinta-feira aos ucranianos que os danos às infraestruturas infligidos pelas forças russas invasoras seriam reparados e que Moscovo pagaria a conta.

Numa entrevista coletiva com jornalistas, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, disse acreditar que alguns líderes estrangeiros estão-se a preparar para a guerra contra a Rússia e que Moscovo vai continuar com sua operação militar na Ucrânia “até o fim”.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que 498 soldados russos morreram e outros 1.597 ficaram feridos na Ucrânia desde que a invasão começou na semana passada. Oficiais militares ucranianos aumentaram o número de mortos russos: 7.000 militares russos mortos e centenas feitos prisioneiros.

A ONU afirma que foram mortos 227 civis e feridos 525 na Ucrânia entre 24 de fevereiro e 1 de março. Esses são apenas o número de casos confirmados; o número real de mortos deverá ser “consideravelmente maior”.

Comentários

topo