Desporto

Petit apela a adeptos a doarem bens no jogo Boavista-Sporting de Braga

Petit © Boavista FC
Partilhe esta notícia!

O treinador do Boavista Petit apelou hoje aos adeptos que doem bens para ajudar a população da Ucrânia, afetada pela invasão da Rússia, no encontro diante do Sporting de Braga, no sábado, da 25.ª jornada da I Liga de futebol.

“Faço um apelo a todos os adeptos, não só os do Boavista, mas também os do Sporting de Braga que possam vir cá, que tragam algumas coisas para ajudar os ucranianos, que estão numa fase difícil. Temos de ser solidários e somos um povo que ajuda sempre o próximo”, expressou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão à partida.

Os jogadores ‘axadrezados’ e a equipa técnica liderada por Petit deram o mote na quinta-feira, ao deixarem diversos tipos de bens no cubo solidário, que vai estar colocado em frente ao Estádio do Bessa, no Porto, no sábado, das 09:00 até às 15:30, hora do início do jogo.

“[A guerra] Não nos passa ao lado. Somos seres humanos e sabemos aquilo que está a acontecer no mundo. Viemos de dois anos de sacrifício por causa da pandemia de covid-19 e agora acontece isto. O povo português é solidário e está sempre disponível para ajudar o próximo. Foi o que fizemos nessa iniciativa, ajudando quem precisa”, frisou.

Realizada em parceria com o Lions Clube e o Leo Clube da Boavista, a ação solidária aceita doações de roupa, calçado, produtos de higiene pessoal, alimentos e bebidas.

Ucrânia. Plantel do Boavista doa bens e apela à ajuda dos adeptos

A oferta de bens para a Ucrânia pode ainda ser realizada junto do departamento de relações públicas do Estádio do Bessa, entre as 14:00 e as 18:00 de hoje, tal como na Junta de Freguesia de Lordelo e Massarelos, das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:00.

O Boavista reforçou o apelo a esta campanha na terça-feira, convidando os associados a adquirirem, além do habitual ingresso para o jogo com o Sporting de Braga, um bilhete solidário, cujo custo de 2,5 euros reverte a favor do povo daquele país do leste europeu.

O Boavista, 13.º classificado, com 25 pontos, mede forças com o Sporting de Braga, quarto, com 45, no sábado, às 15:30, no Estádio do Bessa, no Porto, em duelo da 25.ª ronda da I Liga, com arbitragem de Manuel Oliveira, da associação do Porto.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar com três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamentos em várias cidades. As autoridades de Kiev contabilizaram, até ao momento, mais de 2.000 civis mortos, incluindo crianças, e, segundo a ONU, os ataques já provocaram mais de um milhão de refugiados na Polónia, na Hungria, na Moldova e na Roménia, entre outros países.

O presidente russo, Vladimir Putin, justificou a “operação militar especial” na Ucrânia com a necessidade de desmilitarizar o país vizinho, afirmando ser a única maneira de a Rússia se defender e garantindo que a ofensiva durará o tempo necessário.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional, e a União Europeia e os Estados Unidos, entre outros, responderam com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas para isolar ainda mais Moscovo.

Comentários

topo