Vila Verde

Após denúncia no V, junta de Prado começa construção de muro no cemitério

(c) Semanário V
Partilhe esta notícia!

Um galinheiro situado junto ao cemitério da Vila de Prado está a deixar os moradores ‘sem paciência’ para o lixo, mau cheiro e excrementos de galinhas e perus nas sepulturas. O Semanário V denunciou a situação a 21 de março deste ano alertado popr populares ‘fartos’ de ver as sepulturas dos seus familiares sujas com excrementos de galinhas.

Ao Semanário V um dos responsáveis por uma das sepulturas do referido cemitério fala em “vergonha e falta de respeito pelos entes queridos de quem vai ornamentar as sepulturas todas as semanas”. Revoltado com a situação fala num cenário “triste e que deve envergonhar a junta de freguesia da Vila de Prado e o seu presidente da Junta, Albano Bastos”.

Fotos: Semanário V

A mesma testemunha refere que a autarquia já tem conhecimento da situação e vai denunciar o galinheiro pondo em causa a ‘legalidade’ do mesmo. As sepulturas, há dias, que estão cheias de excrementos de galinhas, penas e as patas marcadas nas mármores. Segundo moradora “as galinhas já têm andado na sepultura do meu marido, a comer as flores, e não só”.

Após denuncia de populares no Semanário V, iniciam os trabalhos de construção do muro

Após denúncia no Semanário V, é possível observar movimentações de máquinas e matéria-prima para iniciar a construção de uma edificação / muro para proteção do cemitério.

Comentários

topo