País

Portugal acolhe dois novos centros de inovação tecnológica da NATO

(C) Twitter
Partilhe esta notícia!

Portugal vai receber dois centros de inovação tecnológica na área da defesa, no âmbito de um projeto da NATO, devendo iniciar as operações em 2023, anunciou hoje o Governo.

De acordo com os ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Defesa Nacional, são dois centros de inovação em tecnologias de informação na área da defesa, no âmbito do projeto `DIANA´ [“Defence Innovation Accelerator for the North Atlantic], recentemente aprovado pela Aliança Atlântica.

Este projeto visa “acelerar o desenvolvimento de soluções tecnológicas emergentes e disruptivas”, com aplicação de duplo uso, civil e militar, e irá concentrar-se em tecnologias consideradas prioritárias pela Aliança Atlântica: inteligência artificial, processamento de dados, biotecnologia, sistemas de armamento autónomos, novos materiais e espaço, de acordo com uma nota divulgada hoje no “site” da NATO.

O governo refere, no comunicado, que Portugal vai receber um centro acelerador de inovação em rede, a instalar na Arsenal do Alfeite, S.A., em Almada, e um centro de testes no Centro de Experimentação e Operacional da Marinha, em Tróia, que deverão iniciar operações em 2023.

Para o governo, a instalação destas estruturas em território nacional “representa uma relevante oportunidade para a economia de defesa nacional e sua aproximação à rede de inovação que agora nasce na Aliança”.

Entre os Estados-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte, Portugal foi um dos países com duas candidaturas aprovadas para participar no projeto, lê-se, no comunicado.

O projeto DIANA visa ainda juntar investigadores e empresas tecnológicas para “resolver problemas críticos de segurança e defesa”. Os participantes no programa terão acesso a vários centros de inovação digitais dos países aliados.

Comentários

topo