Terras de Bouro

Terras de Bouro distribui armadilhas para caçar ‘Vespa Velutina’

(C) CM Terras de Bouro
Partilhe esta notícia!

No dia 1 de abril decorreu no Município de Terras de Bouro uma sessão para a distribuição de equipamentos de combate à Vespa Velutina. A reunião realizada no âmbito de uma candidatura promovida pela CIM Cávado – Plano Estratégico de deteção e controlo da Vespa Velutina na NUTS III do Cávado, contou com a presença do Vice-Presidente do Município de Terras de Bouro, Dr. Adelino Cunha, da Proteção Civil Municipal, pela CIM Cávado, da Eng.ª Marinha Esteves, dos presidentes das juntas de freguesia, de representantes da Associação de Apicultores (APICAVE) e dos apicultores concelhios. A candidatura em questão permitirá o apetrechamento do serviço responsável pela eliminação dos ninhos, nomeadamente, equipamento de eliminação e protecção individual e a disponibilização de 330 armadilhas seletivas e 1980 porções de atrativo com isco alimentar.

Este projeto, apoiado pelo Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos – POSEUR, tem como principal objetivo implementar uma estratégia integrada e coordenada na NUT III do Cávado e que seja comum aos 6 municípios que a constituem, reforçando a sua capacidade de intervenção na identificação, na prevenção e no controlo da espécie Vespa velutina.

A concretização e operacionalização das ações propostas neste plano permitirão controlar e monitorizar a evolução da Vespa velutina no território, de forma a dotar as entidades envolvidas de maior capacidade de intervenção e conhecimento. Pretende-se, ainda, sensibilizar e capacitar a população para os riscos desta espécie promovendo uma melhor prevenção e controlo na sua evolução.

A Vespa velutina é uma espécie invasora que com efeitos negativos no ambiente, na biodiversidade e na apicultura, devido à forte predação de abelhas e de outros insetos polinizadores, provocando um desequilíbrio nos ecossistemas. Causa ainda efeitos nocivos na saúde pública, pelo perigo que constitui devido ao seu comportamento agressivo que apresentam quando alguém perturba os seus ninhos e pelos efeitos do seu veneno.

De acordo com os dados municipais foram eliminados cerca de 250 de ninhos em Terras de Bouro. De realçar ainda que a eliminação é efectuado por equipas do município, uma no vale do Cávado e outra do vale do Homem. O Município pretende também adquirir material que permitirá uma atuação mais abrangente.

De salientar ainda que os ninhos (de maiores dimensões) que permanecem actualmente nas árvores são do anterior ciclo, não estando assim ativos, pelo que não representam qualquer perigo para a saúde pública.

Neste momento estamos a assistir ao inicio da novo ciclo anual da vida da vespa velutina, com a saída de hibernação da rainha fundadora e o aparecimento de ninhos primários visualmente de pequenas dimensões, pelo que apelamos à sua comunicação ao serviço da proteção civil.

Comentários

topo