Braga

Escolas Sá de Miranda de Braga comemoraram o ‘Dia do Agrupamento’

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Agrupamento de Escolas Sá de Miranda comemorou, ontem, dia 7 de abril, o Dia do Agrupamento. Neste dia, as atividades letivas foram substituídas por atividades de natureza cultural, desportiva e lúdica. As atividades, que encantaram os participantes, centradas na parte da manhã, destinaram-se a todos os alunos do agrupamento.

O Dia do Agrupamento foi comemorado por todos os estabelecimentos de ensino do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda e preenchido com uma programação muito diversificada. Alegria e ambiente de festa marcou o dia do Agrupamento Sá de Miranda, com todos os alunos envolvidos em atividades.
Neste ano, depois de um interregno de dois anos devido à pandemia, o Dia do Agrupamento teve como grande temática o 25 de abril, dado que este ano faz precisamente 48 anos de democracia vs 48 anos de ditadura. Assim sobre o lema 48.48 o Agrupamento de Escolas Sá de Miranda promoveu uma série de atividades, desde exposições, apresentação de vídeos, salas temáticas, piquenique “à moda antiga”, entre outras.

Nos estabelecimentos escolares do pré-escolar e do 1.º ciclo as crianças recriaram os tempos antes do 25 de abril. Exposições de utensílios antigos e de mobiliário, a recriação de uma aula à moda antiga e jogos tradicionais foram algumas das atividades que preencheram o dia destes alunos. Foram também promovidas atividades que envolveram os pais e avós, em que estes se deslocaram às escolas para contar como se vivia antes do 25 de abril, retratando uma realidade completamente desconhecida para os alunos destes níveis de ensino.
Na Escola de Palmeira foram dinamizadas várias atividades, nas quais os alunos participaram com grande entusiasmo e empenho. Destacam-se o Concurso de Espantalhos: “Os espantalhos chegam à horta”, promovido em articulação com a equipa do Eco-escolas, a performance “Solidários com a Ucrânia”, que consistiu na recriação de um coração humano com as cores da bandeira deste país, tendo como fundo a música de Tiago Bettencourt com um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen.

No âmbito do Plano Nacional das Artes, privilegiando o património local, vários trabalhos realizados pelos alunos na disciplina de Educação Visual foram expostos na escola.
Durante toda a manhã funcionaram várias salas temáticas que permitiram aos alunos experimentar diferentes áreas e vivenciar outras experiências como, por exemplo, assistir a uma peça de teatro sobre o ambiente, participar numa atividade interativa na biblioteca e brincar com robôs.

Na Escola Sá de Miranda as atividades foram também muito diversificadas, com exposições alusivas ao tema escolhido 48.48, atividades artísticas de música e dança, salas temáticas, coreografias, recitação de poemas e recriação do ambiente vivido antes do 25 de abril, entre outras, terminando a manhã com um almoço vintage, em que professores e alunos recriaram os piqueniques de antigamente.

Participaram, para além dos alunos da Escola, os alunos de 9.º ano da Escola de Palmeira que aproveitaram este dia para conhecerem os espaços e os projetos desta Escola.
À tarde houve tempo para participar, quem pretendesse, em torneios desportivos.
O dia acabou no Teatro da Escola Sá de Miranda com uma festa de homenagem aos vários profissionais do Agrupamento, docentes e não docentes, que se aposentaram nos últimos dois anos.

Comentários

topo