Mundo

O mistério da imagem de Nossa Sra. de Lourdes que não existe, mas todos veem

(c) Santuário Nossa Senhora de Lourdes de Alta Gracia
Partilhe esta notícia!

Quem visita a capela do santuário de Nossa Senhora de Lourdes de Alta Gracia, na província argentina de Córdoba, vê um nicho situado atrás do altar no qual se ‘visualiza’ uma imagem de de Nossa Senhora de Lourdes de Alta Gracia que, simplesmente, não existe: o espaço está vazio.

De acordo com informações da Agência Informativa Católica Argentina (AICA), não se trata de uma imagem plana, mas tridimensional, inclusive com as dobras do vestido. Poderia ser alegado que o fenômeno decorre de alguma ilusão psicológica, mas o facto é que qualquer um que visite a capela consegue vê-la, tenha fé ou não. Além disso, a imagem pode ser fotografada. Segundo a agência católica ACI Digital, ela é vista com clareza da porta de entrada e vai se desvanecendo à medida que a pessoa se aproxima do altar.

A mesma agência noticiou ter recebido declarações de pessoas ligadas ao santuário confirmando que não há nenhum pronunciamento oficial do arcebispo local, mas “tudo permanece igual desde 2011. As pessoas continuam a entrar no santuário e continuam a surpreender-se com o que veem”.

Em comunicado público, os carmelitas descalços que cuidam do santuário afirmam:

“A manifestação da imagem da Santíssima Virgem Maria não tem, até o momento, uma explicação racional. Deve ser interpretada pelo povo de Deus como um sinal para aumentar e aprofundar a fé cristã e suscitar no coração dos homens a conversão ao amor de Deus e a sua participação na vida da Igreja. Respeita-se a interpretação que muitos fiéis fazem ao considerá-la um sinal da Virgem Maria, desde que não contradiga a Revelação Divina contida nas Sagradas Escrituras, no Magistério da Igreja e na prática eclesial. Valorizamos e acompanhamos o amor manifestado por muitos fiéis à Bem-Aventurada Virgem Maria, revelado no desejo de se aproximar, rezar e colaborar. Como pastores do povo de Deus em Alta Gracia, estamos dispostos a continuar investigando e discernindo a possível origem física e também o significado religioso do fenômeno”.

Comentários

topo