País

Detido português administrador do RaidForums, um dos maiores grupos de hackers do mundo

Partilhe esta notícia!

A Europol, a agência policial europeia, anunciou hoje o encerramento de uma das maiores plataformas de ‘hackers’ do mundo, que vendia acesso a banco de dados de várias empresas norte-americanas que tinham sido alvo de ciberataques.

A sua “infraestrutura” foi apreendida e o seu administrador e os seus dois cúmplices foram detidos, adianta a Europol, em comunicado.

Lançado em 2015, o ‘RaidForums’ tinha mais de meio milhão de utilizadores, de acordo com a Europol, e era um dos maiores fóruns de ‘hackers’ do mundo.

“Esta plataforma fez o seu nome vendendo acesso a bancos de dados vazados muito mediatizados de várias empresas norte-americanas em diferentes setores”, acrescentaram as autoridades policiais europeias.

“Os bancos de dados têm informações sobre milhões de cartões de crédito, números de contas bancária”, bem como nomes de utilizadores e palavras-chave associados necessários para aceder a contas ‘online’, referiu a Europol.

A operação batizada de “Torniquete” foi coordenada pela Europol que apoiou investigações nos Estados Unidos, Reino Unido, Suécia, Portugal e Roménia.

A operação foi o “culminar de um ano de planificação meticuloso entre as autoridades policiais envolvidas na preparação da ação”, rematou a Europol.

Polícia Judiciária confirma que participou na investigação

“Na sequência da divulgação efetuada pelas autoridades norte-americanas e pela Europol, referente à Operação TOURNIQUET, a Polícia Judiciária confirma que, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), participou na investigação, que culminou com as detenções de vários suspeitos, as quais ocorreram na Europa e nos Estados Unidos da América”, diz a PJ em comunicado.

Desde o início da investigação que foram recolhidos e partilhados elementos que relacionam os administradores do mercado ilegal “RaidForums”, considerado o maior fórum de hackers do Mundo, cuja comunidade congregará mais de meio milhão de usuários, com uma atividade ilícita que consistia na comercialização de credenciais para acesso a dados confidenciais exfiltrados ilicitamente, casos, entre outros, dos registos de eleitores dos EUA.

A Operação TOURNIQUET, coordenada a nível internacional pelo European Cybercrime Centre da EUROPOL, foi o culminar de um ano de “investigação meticulosa” que envolveu a intervenção de autoridades policiais de vários países e que permitiu identificar um suspeito português como um dos principais administradores do “RaidForums”.

Parte da operação que foi desenvolvida em território nacional, com intervenção do MP através do DCIAP, contou com a colaboração da EUROPOL e de alguns serviços dos Estados Unidos: casos dos US Secret Service (USSS), Federal Bureau of Investigation (FBI) e US Internal Revenue Service (USIRS), tendo sido realizadas várias buscas domiciliárias que “conduziram à apreensão de bens materiais de elevado valor monetário e de um acervo de bases de dados que permitirão determinar a total abrangência dos factos, recolha de prova, eventual recuperação da informação exfiltrada e cabal incriminação dos autores.”

*com Lusa

Comentários

topo