Mundo

Populares queimam vivo alegado assaltante junto a ‘shopping’ de Luanda

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Um alegado assaltante foi hoje queimado vivo por populares, após uma suposta tentativa de assalto, numa avenida movimentada em frente a um dos principais centros comerciais da cidade de Luanda, em Angola, disse fonte policial.

O porta-voz do comando provincial de Luanda, Nestor Goubel, disse que a ocorrência se deu por volta das 12:00 em Talatona (Luanda), após uma tentativa de assalto por parte de quatro homens que se faziam transportar em duas motorizadas e partiram em perseguição de um cidadão que saía de uma agência bancária.

Já perto do centro comercial, o homem foi abordado pelos assaltantes “que fizeram um disparo de arma de fogo”, tendo a vítima sido atingida na região do tórax.

Rapidamente, “gerou-se uma cena de pânico” e a população envolveu-se conseguindo segurar um dos supostos envolvidos no assalto, enquanto os outros três se metiam em fuga.

“O meliante foi neutralizado e a população acabou por atear fogo ao mesmo”, enquanto os outros três comparsas continuam foragidos.

A vítima do assalto foi transportada de emergência para uma unidade hospitalar.

Os casos de justiça popular são frequentes em Luanda e ocorrem quase todas as semanas, sendo frequente circularem nas redes sociais imagens dos supostos bandidos a serem queimados, depois de espancados por multidões em fúria.

Comentários

topo