Mundo

Suspeito de ataque no metro de Brooklyn detido e acusado de “crime de terrorismo”

(C) YouTube
Partilhe esta notícia!

O homem procurado pelo ataque de terça-feira no metropolitano em Brooklyn, Nova Iorque, que provocou 23 feridos, foi detido hoje à tarde e acusado do “crime de terrorismo”, indicaram fontes policias e judiciais.

A detenção de Frank R. James, 62 anos, foi referida por um responsável policial citado pela agência noticiosa Associated Press (AP) e confirmada por diversos ‘media’. De acordo com a cadeia televisiva NBC New York, o suspeito foi detido em Manhattan.

O suspeito foi conduzido para uma esquadra após a detenção, mas não foram disponibilizados mais detalhes, incluindo o organismo que procedeu à sua captura.

O procurador dos Estados Unidos para o distrito leste de Nova Iorque, Breon Peace, anunciou que James é acusado de “crime de terrorismo”.

Na manhã de terça-feira, em plena hora de ponta, um homem entrou no metro de Nova Iorque e abriu fogo contra várias pessoas, disparando um total de 33 balas.

Às 08:24 locais (13:24 em Lisboa) de terça-feira, o suspeito, que usava uma máscara de gás, lançou igualmente “duas latas que deixaram escapar fumo para o interior de uma carruagem de passageiros, quando o metro estava a entrar na estação da rua 36”, no sul do Brooklyn, segundo relatou o chefe da polícia de Nova Iorque, Keechant Sewell.

O ataque provocou 23 feridos, 10 dos quais com ferimentos de bala, embora nenhuma das vítimas corra perigo de vida, de acordo com as autoridades nova-iorquinas.

Antes da detenção as autoridades indicaram estar a examinar diversos vídeos em redes sociais onde James considera os Estados Unidos um país racista e assolado pela violência e onde também dirige fortes críticas ao responsável pelo município de Nova Iorque, Eric Adams.

Comentários

topo