Mundo

PJ detém suspeito de integrar organização responsável por crimes violentos

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Polícia Judiciária deteve um cidadão romeno suspeito de integrar uma “organização criminosa” responsável por crimes “particularmente violentos” em Portugal, que provocaram “grande alarme social”.

A detenção foi efetuada no âmbito de um mandado europeu e a organização, composta por elementos estrangeiros, é classificada pela polícia como “especialmente violenta e altamente organizada”.

O detido foi localizado na Roménia, na sequência de uma investigação da Unidade de Cooperação Internacional e da Unidade Nacional de Contraterrorismo, dirigida pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

“Esta ação apresentou dificuldades acrescidas quanto à identificação, localização e detenção do suspeito, decorrentes do facto de o mesmo pertencer a uma organização criminosa cujos elementos, todos estrangeiros, gozavam de enorme capacidade de mobilidade, quer em território nacional, quer no espaço europeu”, lê-se num comunicado emitido pela PJ.

Os elementos daquele grupo foram “responsáveis por crimes cometidos em território nacional”, visando o roubo de ourivesarias, entre 2007 e 2010, de norte a sul do país, segundo a mesma fonte.

Comentários

topo