Mundo

Rússia expulsa 18 funcionários da missão da UE em Moscovo

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Moscovo determinou a expulsão de 18 funcionários da representação da União Europeia (UE) na Rússia, em retaliação por uma medida semelhante tomada por Bruxelas na sequência da invasão militar da Ucrânia, foi hoje anunciado.

“Em resposta às ações pouco amigáveis da União Europeia, 18 funcionários da representação da UE na Rússia foram declarados ‘persona non gratas’ e terão de deixar a Rússia em breve”, adiantou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

A Rússia lançou uma ofensiva militar na Ucrânia em 24 de fevereiro, que já matou quase 2.000 civis, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A guerra causou a fuga de mais de 11 milhões de pessoas, mais de cinco milhões das quais para países vizinhos.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu enviando armas à Ucrânia e reforçando as sanções económicas e políticas a Moscovo.

Comentários

topo