Vila Verde

Misericórdia de Vila Verde alvo de ataque informático com pedido de resgate

Partilhe esta notícia!

O hospital da Misericórdia de Vila Verde, foi este fim-de-semana, alvo de um ataque informático que paralisou os softwares da unidade de saúde e provocou constrangimentos nas marcações de exames e consultas.

Segundo a instituição, os ‘piratas’ informáticos exigem um resgate para operacionalizar novamente todos os sistemas da unidade de saúde. A mesma fonte disse ao Semanário V que “está a ser preparada a denúncia do ciberataque às autoridades, nomeadamente à Polícia Judiciária e aos serviços do Ministério da Saúde.”

Trata-se de um ataque de ransomware, em que os hackers encriptam os dados informáticos para depois exigirem dinheiro para os devolver.

O pedido de resgate foi feito aos responsáveis do sistema informático do hospital da Misericórdia de Vila Verde que manteve contacto com os ‘piratas’.

O ciberataque afetou a funcionalidade de vários setores do hospital, mas as consultas previstas para esta segunda-feira foram realizadas, e apenas a falta de acesso ao sistema está a comprometer a realização de faturação e pagamentos, garante fonte da Misericórdia.

Sem avançar consequências práticas deste ataque, o hospital da Misericórdia de Vila Verde diz estar “a desenvolver todos os esforços para minimizar o impacto deste ataque e resolver a situação com a maior brevidade possível”.

Em comunicado, o Hospital da Misericórdia de Vila Verde adianta ter mantido toda a atividade clínica.

“Até a normalidade ser restabelecida, informa-se que se manterão as consultas e exames no nosso hospital, e só alertamos os doentes que o sistema de faturação esteve em baixo durante todo o dia, mas nunca paramos de cuidar da saúde dos nossos doentes”, esclareceu o diretor do hospital e provedor, Bento Morais.

Comentários

topo