Mundo

Parlamento Europeu assinala Dia da Liberdade de Imprensa e destaca jornalistas na Ucrânia

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Parlamento Europeu (PE), reunido em plenário, em Estrasburgo, assinalou hoje o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, lembrando os jornalistas que estão na Ucrânia e recordando que “uma democracia forte precisa de uma imprensa forte”.

“Os jornalistas nunca deviam ter de escolher entre a verdade e a vida”, assinalou a presidente do PE, Roberta Metsola, numa declaração na abertura dos trabalhos da sessão plenária, que decorre até quinta-feira, em Estrasburgo, França.

A líder do PE lembrou os jornalistas que se encontram a fazer cobertura da guerra na Ucrânia e realçou que “uma democracia forte precisa de uma imprensa forte” e que “não pode haver democracia sem liberdade de imprensa”.

Na ocasião, Metsola lançou a segunda edição do Prémio de Jornalismo Daphne Caruana Galizia, lançado em 2020, por ocasião do aniversário da morte da jornalista, com o objetivo de premiar jornalismo de excelência que reflita os valores da União Europeia.

Daphne Caruana Galizia era uma jornalista, ‘blogger’ e ativista anticorrupção maltesa cujo trabalho jornalístico se centrava na corrupção, lavagem de dinheiro, crime organizado, venda de cidadania e nas ligações do governo maltês aos Panamá Papers, assassinada em 2017.

Por sua vez, a vice-presidente da Comissão Europeia (CE), Vera Jourová, lembrou também os jornalistas na Ucrânia, salientando que os repórteres mostram o que a Rússia não quer que seja visto e garantindo que a sua segurança é “a primeira prioridade” da União Europeia.

Adicionalmente, a responsável da CE recordou as medidas apresentadas em setembro aos Estados-membros para a garantia da segurança dos repórteres.

“Queremos providenciar apoio psicológico e legal aos jornalistas que enfrentam ameaças, e aumentar a sua proteção ‘online’ e ‘offline’”, afirmou.

A par com a legislação, Vera Jourová disse ainda que vão ser delegados fundos “para apoiar projetos jornalísticos”, destacando o financiamento de oito milhões de euros para parcerias na área, recentemente anunciado.

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa celebra-se a 03 de maio e foi criado em 20 de dezembro de 1993, com uma decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Comentários

topo