Esposende

Jesuítas disponibilizam casa para acolher refugiados em Esposende

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Os jesuítas portugueses anunciaram hoje ter disponibilizado duas casas para acolher famílias refugiadas da Ucrânia, com capacidade para cerca de 60 pessoas.

Em comunicado, a Província Portuguesa da Companhia de Jesus adianta que uma das habitações se situa em Esposende, “tendo estado dedicada a atividades de juventude e servido de residência de férias dos jesuítas” e que “foi remodelada e equipada para acolhimento e já recebeu 37 refugiados na semana passada”.

A segunda casa era uma antiga residência jesuíta na Charneca da Caparica e está a ser preparada para instalar famílias ucranianas.

“Em Esposende, a casa funcionará como acolhimento de emergência, prevendo-se que as pessoas que aqui passam um tempo possam depois ser encaminhadas para outras casas, de familiares e amigos, ou para outras respostas de acolhimento”, refere a Companhia de Jesus, acrescentando ter sido isso “que já aconteceu a parte do grupo que chegou na semana passada, estando atualmente na casa 28 pessoas”.

A gestão do espaço e das famílias está a ser feita pelo Centro Comunitário São Cirilo, uma organização da Companhia de Jesus situada no Porto que intervém socialmente junto de pessoas imigrantes, e que “está também a fazer a gestão de outra casa onde estão famílias ucranianas”.

A casa da Charneca da Caparica deverá poder acolher pessoas no início de junho.

“Será uma residência de médio-longo prazo, para famílias que já estão em Portugal há algumas semanas, a trabalhar o seu processo de integração e autonomização, e será gerida em articulação com entidades oficiais e parceiros locais”, informam os jesuítas.

Comentários

topo