País

Atleta neerlandês morre após completar Meia Maratona de Lisboa

Partilhe esta notícia!

Um atleta neerlandês que participou hoje na Meia Maratona de Lisboa morreu após a prova, anunciou a organização, sem mais detalhes quanto às circunstâncias do óbito.

“O Maratona Clube de Portugal [que organiza a prova] recebeu com profunda tristeza a notícia do falecimento de um atleta de nacionalidade neerlandesa, após a realização da Meia Maratona de Lisboa”, pode ler-se numa nota de pesar hoje divulgada pelos organizadores.

O Maratona endereça ainda “as mais sinceras condolências à família do atleta”.

Segundo explicou à Lusa fonte da organização, registou-se outra situação médica com gravidade, mas a pessoa afetada encontra-se estável, numa prova marcada pelo calor que se fazia sentir na capital do país.

A etíope Tsehay Gemechu Beyan repetiu hoje a vitória de 2021 na prova feminina da meia maratona de Lisboa, com o queniano Kenneth Kiprop Renju a sagrar-se campeão na corrida masculina.

Tsehay Gemechu Beyan repetiu o triunfo de 2021, com um tempo de 1:06.44 horas, apenas menos dois segundos do que a queniana Brigid Kosgei (1:06.46), recordista mundial da maratona, com a etíope Goytitom Teklezgi a ser terceira, em 1:07.11.

Na prova masculina, Kenneth Kiprop Renju venceu em 1.00.13 horas, numa corrida feita quase em solitário, com o etíope Huseydin Mohamed Esa a ser segundo em 1:01.00, seguido do queniano Elvis Kipchoge Cheboi, em 1:01.03.

Comentários

topo