Braga

Já abriu a Index – bienal de arte e tecnologia em Braga

(C) Município de Braga
Partilhe esta notícia!

Decorre hoje, 12 de Maio, a abertura oficial do index – bienal de arte e tecnologia, em Braga. Até 22 de Maio, em vários espaços da cidade e na web, a bienal desenvolve-se sob o conceito de Superfície.

De elementos visuais a hápticos, limites ou interfaces, zonas de emergência ou extracção, as Superfícies representam elementos fundamentais dos ecossistemas humanos e naturais, assim como constituem metáforas poderosas para as práticas artísticas relacionadas com a tecnologia, levantando questões que precisam de ser abordadas com urgência.

Florian Hecker, People Like Us, Jonathan Uliel Saldanha e Bruno Latour acompanhado de Frédérique Aît-Touati são alguns dos nomes que compõem uma programação de mais de 50 actividades, entre exposições, performances, conversas, workshops e visitas orientadas.

A estreia nacional do espectáculo “subassemblies”, do japonês Ryoichi Kurokawa, no Theatro Circo, é o grande destaque deste primeiro dia, que inclui ainda, da parte da tarde, um percurso de visita ao programa expositivo com a presença de curadores e artistas com paragens no gnration, Museu dos Biscaínhos, Reitoria da Universidade do Minho, Museu Nogueira da Silva e Theatro Circo.

No Index, os bilhetes para as performances custam entre 7€ (espectáculo individual) e 25€ (passe). No eixo da educação, os workshops custam 9€, excepto “O Circuito vai ao Index”: 3€ (crianças) e 4€ (adultos). As “Visitas Orientadas às Exposições” são gratuitas e requerem inscrição via e-mail para [email protected] A entrada é gratuita nos programas de exposições e de conferências.

Comentários

topo