Desporto

Taça de Portugal. ‘Dragões’ procuram nona ‘dobradinha’ e segunda em três anos

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O FC Porto pode concretizar no domingo a nona ‘dobradinha’ da sua história, e segunda em três anos, caso vença o Tondela na final da Taça de Portugal, depois do triunfo na I Liga portuguesa de futebol.

No regresso ao Jamor e às finais com público, depois de dois anos em Coimbra à porta fechada, os comandados de Sérgio Conceição procuram repetir o feito de há dois anos, quando venceram o campeonato e o Benfica (2-1) na final da Taça.

Os ‘dragões’ sagraram-se campeões pela 30.ª vez ao acabarem a I Liga com mais seis pontos do que o Sporting, que falhou a revalidação do título, e estão a um triunfo da vitória na segunda mais importante competição do futebol luso.

Caso vença o Tondela, Sérgio Conceição torna-se o primeiro técnico portista a somar duas ‘dobradinhas’ e apenas o terceiro na história do futebol luso a consegui-lo, depois do húngaro Joseph Szabo e do brasileiro Otto Glória.

O treinador magiar foi o primeiro a ‘bisar’, ao serviço do Sporting, em dois feitos separados por 13 anos (1940/41 e 1953/54), enquanto o ‘canarinho’ conseguiu-o três vezes, sempre pelo Benfica, em 1954/55, 1956/57 e 1968/69.

Antes da ‘era’ Sérgio Conceição, que vai no quinto ano no Dragão, o FC Porto tinha acabado sete temporadas com vitórias no campeonato e da Taça de Portugal, em 1955/56, 1987/88, 1997/98, 2002/03, 2005/06, 2008/09 e 2010/11.

A primeira aconteceu sob o comando do brasileiro Dorival Yustrich, que ganhou o campeonato em igualdade pontual com o ‘vice’ Benfica e, na Taça, bateu na final o Torreense, o primeiro campeão da Liga 3, por 2-0, com um ‘bis’ de Hernâni.

Trinta e dois anos depois, com o jugoslavo Tomislav Ivic ao comando, os ‘dragões’ impuseram-se facilmente no ‘nacional’, somando mais 15 pontos do que os ‘encarnados’, para, no Jamor, superarem o Vitória de Guimarães por 1-0, graças a um golo de Jaime Magalhães, aos 83 minutos.

A terceira chegou em 1997/98 e foi a primeira conseguida por um treinador português. Com António Oliveira ao ‘leme’, o FC Porto selou o ‘tetra’ com mais nove pontos do que o Benfica, e, na final do Jamor, com Sérgio Conceição no ‘onze’, impôs-se ao Sporting de Braga por 3-1.

Os ‘dragões’ voltaram a ganhar as duas principais provas do calendário luso em 2002/03, época em que, liderados por José Mourinho, somaram mais 11 pontos do que o Benfica na I Liga e superaram a União de Leiria por 1-0 na final da Taça de Portugal, graças a um tento do ex-leiriense Derlei.

Os portistas ‘tomaram-lhe o gosto’ e voltaram a somar uma ‘dobradinha’ em 2005/06, liderados pelo neerlandês Co Adriaanse, que superou o Sporting por sete pontos no campeonato e, na Taça, bateu na final o Vitória de Setúbal por 1-0, graças a um golo do brasileiro Adriano.

Em 2008/09, o duplo sucesso foi selado pelo ‘onze’ comando por Jesualdo Ferreira, que somou mais quatro pontos do que os ‘leões’ na I Liga e, com um golo do argentino Lisandro López, superou no Jamor o Paços de Ferreira também por 1-0.

Dois anos depois, com André Villas-Boas ao ‘leme’, o FC Porto esteve ‘intratável’, com 27 triunfos e três empates no campeonato e um ‘arraso’ (6-2) ao Vitória de Guimarães no Estádio Nacional – também venceu a Liga Europa, numa final 100% lusa (1-0 ao Sporting de Braga).

Há dois anos, em 2019/20, já sob o comando de Sérgio Conceição, os ‘dragões’ superaram o Benfica no campeonato (mais cinco pontos) e na final da Taça de Portugal, à porta fechado, em Coimbra (2-1), com um ‘bis’ de Mbemba, num jogo em que ficaram cedo com 10, por expulsão de Luis Díaz.

No domingo, o FC Porto pode somar a nona ‘dobradinha’ e colocar-se a duas do Benfica, líder do ‘ranking’, com 11 (1942/43, 1954/55, 1956/57, 1963/64, 1968/69, 1971/72, 1980/81, 1982/83, 1986/87, 2013/14 e 2016/17).

O Sporting é o outro clube que já conseguiu este feito, somando seis (1940/41, 1947/48, 1953/54, 1973/74, 1981/82 e 2001/02).

O encontro entre FC Porto e Tondela, correspondente à 82.ª final da Taça de Portugal em futebol, disputa-se no domingo, pelas 17:15, no Estádio Nacional, em Oeiras, com arbitragem de Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

Comentários

topo