Vila Verde

Moreira e Feitor do Chega Vila Verde trocam acusações de traição e dívidas

(c) Redes Sociais
Partilhe esta notícia!

Fernando Silva, vereador do Chega de Vila Verde, veio a público com palavras duras, desmarcar o Chega de Vila Verde e ele próprio de um evento solidário que está a ser anunciado nas redes sociais através da intervenção de José Luís Moreira a quem Fernando Silva (Feitor) acusa no seu comunicado de usar logótipos de comércios locais e do Município de Vila Verde sem o consentimento dos mesmos. Fernando Silva (Feitor) vai mais longe e acusa José Luís Moreira de crime público, e desmarca-se de “traiçoeiros”.

Em declarações exclusivas ao Semanário V o vereador do Chega de Vila Verde fala em “evento criado por traiçoeiros usando o nome do Chega Vila Verde sem consentimento do seu coordenador”. Apontou ainda que esteve em contacto com a presidente da Câmara Municipal de Vila Verde que o interrogou acerca do uso do logótipo do Município ao qual o mesmo se desmarcou e apontou para José Luís Moreira.

Fernando Silva (Feitor) acrescenta ainda que “para mim o partido Chega não é isto, não é este o partido que sempre defendi e que fiz crescer em Vila Verde, o Chega é um partido de valores e não vou deixar que destruam o partido em Vila Verde, por isso fui eleito vereador pelos eleitores de Vila Verde pois acreditam no meu trabalho “limpo”, sem jogadas políticas”.

Ao Semanário V o proprietário do Café da Bomba de Marrancos confirma que usaram o nome do seu estabelecimento sem o seu consentimento.

Fernando Silva nega evento solidário do Chega de Vila Verde: “Crime público”

José Luís Moreira emitiu comunicado a “contrariar e insultar” Fernando Feitor

A guerra no Chega Vila Verde continua acesa entre José Luís Moreira que se intitula como presidente do Chega de Vila Verde e Fernando Silva que, foi eleito vereador do Chega em Vila Verde, e segundo o mesmo, ainda é o coordenador da concelhia de Vila Verde dizendo que “José Luís Moreira e os traiçoeiros querem destruir o Chega de Vila Verde”.

José Luís Moreira em comunicado de resposta à intervenção de Fernando Silva, apelida o vereador eleito pelo Chega de Vila Verde como “inconsequente, revoltado, desesperado e desprovido de sentido de ética”. José Luís Moreira fala num evento para ajudar uma criança que necessita de ajuda e que todos os fundos angariados serão para entregar à família do Dinis mas ao Semanário V, Fernando Feitor diz que “nem metade lhe vai chegar às mãos, estando esse senhor (José Luís Moreira) aproveitar-se da situação”.

José Luís Moreira alega que foi indicado para presidente da concelhia de Vila Verde por Filipe Melo, presidente da distrital do Chega de Braga, mas Fernando feitor opõem-se falando em ‘falta de quorum‘ no momento da votação na distrital de Braga e diz nunca ter sido notificado pelo partido de tal exoneração.

Esta ‘guerra’ trouxe à tona algumas acusações pessoais fortes a que o Semanário V teve acesso como dívidas de José Luís Moreira a Fernando Silva (Feitor), e em contrapartida José Luís Moreira acusa Fernando Silva de ter sido traidor em agosto de 2021, não evocando as razões específicas para tal acusação.

Da distrital de Braga nem uma palavra até ao momento numa altura que as acusações sobem de tom em Vila Verde sendo que, Fernando Silva (Feitor) terá sempre o trunfo de ter sido eleito vereador em Vila Verde pelo Chega, feito conseguido por muito poucos entre milhares de candidatos em todo o país.

Quanto ao evento José Luís Moreira insiste em que é fidedigno, mas o facto é que o evento alterou o seu cartaz retirando o logótipo do Município de Vila Verde e de outros patrocinadores que alegadamente estavam a apoiar o evento e que o Semanário V teve acesso a que não correspondia à verdade, ou seja, o nome de comerciantes foi indevidamente usado pela organização do evento e por José Luís Moreira.

COMUNICADO NA ÍNTEGRA DE JOSÉ LUIS MOREIRA

Comunicado da Comissão Política Distrital de Braga do Chega (na íntegra)

Em resultado das afirmações proferidas pelo militante da concelhia de Vila Verde, Sr Fernando Silva, ao Semanário V, e na sua página da rede social Facebook, vem a CPD Braga do Partido CHEGA, se demarcar por completo de tais afirmações, desprovidas de verdade.

Não nos revemos e não pactuamos com esta postura.

Em face dessas mesmas declarações cumpre informar e esclarecer:

1- o coordenador Concelhio de Vila Verde é o Sr José Luís Moreira, tendo sido indigitado pela CPD de Braga, e está em plenas funções;

2- Temos total confiança política na atual estrutura Concelhia de Vila Verde;

3- Aprovamos todas as iniciativas de cariz solidário, pelo que nos apraz parabenizar esta Concelhia pela acção que está a levar a cabo neste sentido;

4- o militante Sr Fernando José Dantas da Silva, enquanto Vereador deve procurar zelar pela defesa dos superiores interesses dos vilaverdenses, deixando a questão da gestão concelhia para o Órgão que está legitimado para tal, e que está a ser superiormente gerido pelo Sr José Luís Moreira;

Braga, 6 de Julho de 2022

Notícia atualizada com Comunicado da Comissão Política Distrital de Braga do Chega

Comentários

topo