Vila Verde

Excelência nas Provas de Aptidão de Multimédia da EPATV em Vila Verde

(C) EPATV
Partilhe esta notícia!

A emoção, excelência e criatividade foram as tónicas das Provas de Aptidão Profissional de treze alunos finalistas do Curso Técnico de Multimédia realizadas hoje, dia 12 de Julho, na Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV).

O júri foi presidido por Sandra Monteiro (Diretora Pedagógica) e composto pelos prof. Ricardo Cabral, António Cunha, Fátima Pimenta, Carla Veloso e Palmira Moreira, além de Rafael Pereira, da empresa Atelier de Arquitetura e Engenharia.

Ricardo Cabral destacou “a operação logística impressionante da PAP” apresentada por Filipa Oliveira e Raquel Ramos, com pequenos vídeos promocionais e com modelos diferentes para uma loja de roupa local (Alberto Fashion), através da criação de vídeos promocionais, de um QR Code – um código que pode ser facilmente lido pelos smartphones.

Este projeto de Marketing Digital incluiu a criação de um cartão de visita da loja, uma etiqueta e outras ferramentas que resultam num trabalho que levou o júri a sublinhar a “muita dedicação” desta dupla de alunas.

Esta área do Marketing digital foi também escolhia por Carina Gomes e Tatiana Rocha, que apresentaram propostas para todo o material necessário ao lançamento de uma marca de roupa feminina, a Cat Woman.

Beatriz Mota e Miguel Oliveira inspiraram-se nos Bombeiros Voluntários de Vila Verde para criar um número zero da sua revista, pequenos filmes e uma entrevista de vídeo ao comandante.

Marta Silva e Sara Mendes escolheram a Fibrose Quística, uma doença desconhecida para muitas pessoas, através de “Uma história de mil vidas” e concretizada numa revista (com entrevista a um doente), um vídeo, um novo site e um desdobrável. Os jurados elogiaram a eleição do tema e “o cuidado que tiveram na escolha das fontes bibliográficas, porque é um tema difícil”.

Marta Lopes, da Boalhosa, Ponte de Lima, deixou o júri entusiasmado com o seu tema “(Es)vazia a minha mente” que inclui um Diário com 145 páginas e uma curta-metragem sobre a adolescência e os seus problemas, construídos sobre histórias reais de várias pessoas narradas no livro.
Tendo como ideias fortes o pânico, o sufoco, o controlo e a dor, o trabalho encantou o júri, tendo o prof. Ricardo Cabral desabafado: “nunca pensei num trabalho tão bom feito por uma pessoa como tu. Para mim, foi um choque maravilhoso, porque fiquei quase sem palavras e traduz todo o teu exuberante percurso nesta escola”.
Por sua vez, a temática do livro “merece que este seja publicado” — assegurou Rafael Pereira enquanto a prof. Carla Veloso salientou que a “curta-metragem é uma belíssima síntese do livro. Não tens noção do talento que tens. Continua, vai para a Universidade”.

A emoção dominou a sala quando Cátia Cunha, Inês Serrão e Sandra Costa apresentaram “Dádivas de vida”, tema da sua PAP sobre uma grávida e dois bebés.
Após um trabalho gigantesco — chegaram a ser feitas mais de 700 fotos— este trio elaborou três álbuns fotográficos (um deles foi oferecido à EPATV e os outros já têm dono) sobre uma grávida e dois bebés. Além das fotos foi desenvolvido um documentário sobre a maternidade, com breves depoimentos de professores e colaboradores da EPATV. Acerca desta apresentação, o prof. António Cunha destacou a “dificuldade de fotografar bebés”, enquanto Ricardo Cabral desejou que “a vida vos ofereça tudo de bom, como vós mereceis”.

A jornada sossegou com uma prova sobre Design de Comunicação apresentada por Alexandre Fernandes e executada durante o estágio no Gabinete de Comunicação e Imagem da EPATV, sobre momentos importantes da vida da escola.
Da sua PAP fizeram parte vários trabalhos sobre os concursos “Poema de Amor” e “Pintar a Páscoa”, uma nova brochura e flyer sobre a oferta formativa da EPATV e trabalhos nas redes sociais.

Foi uma jornada eloquente do empenho e dedicação dos finalistas, a maioria deles com emprego no futuro e outros aguardam para seguir estudos superiores.

Comentários

topo